PERIGORD Assim como os sonhos que alimentam a alma humana

Quem já ouviu falar de Perigord?

E de Périgueux?

Uma palavra pronuncia perrigô e a outra, perriguê. A primeira é uma região e é uma subdivisão da Região da Aquitânea, no sudoeste da França, e a segunda é uma pequena cidade do Perigord no Departamento da Dordogne, que vem do rio Dordonha. É nesse paraíso, cheio de classificações confusas, que estamos.

.

Sarlat Place du Marché aux Oies

Sarlat
Place du Marché aux Oies

PERIGORD

Assim como os sonhos que alimentam a alma humana

 Por Dilu Bartolomeo Villela

/

Lascaux

Lascaux

.

“Il se peut que la France cesse d’exister mais le Périgord survivra, tout comme les rêves dont se nourrit l’âme humaine”.Pode ser que a França pudesse deixar de existir, mas o Perigord sobreviveria, assim como os sonhos que alimentam a alma humana.” Esta frase do escritor americano Henry Miller resume esta região conhecida mundialmente por sua história, gastronomia e os muitos locais listados como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

.

Captura de Tela 2012_Fotor_Collage.

Um desses patrimônios é o complexo estimado em 20.000 anos de idade da caverna Lascaux, descoberta em 1940 e famosa por suas pinturas rupestres paleolíticas que consistem principalmente de animais nativos da região.

.

Captura de T2_Fotor_Collage.

Lascaux também é apontada como “Capela Sistina da Pré-História”, pois são os primeiros sinais da vocação artística e espiritual de nossos antepassados.

.

Captura de Tela s 12_Fotor_Collage

.

Olha que interessante: O primeiro homem moderno a entrar na França, o homem de cro-magnon, chegou à região por volta de 40.000 a.C., num período interglacial no qual a Europa estava relativamente quente e havia abundância de comida. Algumas das mais antigas obras de arte da humanidade, tais como esculturas e pinturas, são originárias deste período, com destaque para as pinturas na Caverna de Lascaux, uma verdadeira Capela Sistina da pré-história. Wikipedia

.

Captura de Tela 2014-11-19 às 2_Fotor_Collage

.

É imprescindível programar uma visita para ver as pinturas rupestres pré-históricas, já que estão em perigo. Recentemente, em Paris, mais de 200 arqueólogos, antropólogos e cientistas se reuniram para discutir a situação e encontrar uma solução para preservar os tesouros inestimáveis de Lascaux.

.

Captura de T9 às 12_Fotor_Collage.

Todos devem conhecer as maravilhas do Perigord, quando viajam para a França. Eu sei que qualquer lugar desse país é extraordinário, mas essa região aqui é realmente páreo duro com sua beleza quase imbatível, sua rica história e seus mistérios.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Em cada olhar, um clik. Cada foto que fácil, fácil pode virar cartão postal.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Paisagens maravilhosas compostas por vinhedos, castelos, rochas camuflando cavernas trogloditas e sítios pré-históricos, grutas, vilas antigas e vilas denominadas “Fleurie”.

.

Denominação para as cidades floridas. Lindo demais!

Denominação para as cidades floridas. Lindo demais!

.

Então… Bora conhecer? Saímos da Chateau de la Treyne, onde nos hospedamos, e pegamos a estradinha que vai zanzando divinamente bem ao lado do Rio Dordogne.

.

Peguei essa foto da internet, mas gostaria muito de ter ido do outro lado do rio para ter essa visão ao vivo e a cores

.

Fomos de encontro à parte mais turística do Perigord, com muitos lugares pré-históricos, castelos e as cidades medievais de Sarlat, Domme, Beynac, La Roque Gageac, consideradas umas das mais belas aldeias da França.

.

Perigord: sudoeste da França

Perigord: sudoeste da França

De Chateau de la Treyne a Domme, La Roque Gageac, Beynac, sarlat e de novo, Chateau de la Treyne

Mapa da programação de um passeio do Chateau de la Treyne a Domme, La Roque Gageac, Beynac, Sarlat e de novo, Chateau de la Treyne

 .

DOMME

.

Domme

As antigas muralhas de Domme e a Port de Tours continuam intactas.

.

Chegamos primeiro em Domme, vilarejo medieval super lindo e bem conservado.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Domme é uma cidade murada, construída no topo de uma montanha vertiginosa e seu belvedere oferece linda vista do rio Dordogne.

.

Vista espetacular do Vale da Dordonha

Vista espetacular do Vale da Dordonha

.

A ruazinha principal de Domme completa a alegria, fazendo a festa dos amantes da boa mesa. Suas lojinhas enlouquecem quem tem a felicidade de ali passar para comprar ingredientes, os quais nos fazem voltar para casa com muitos quilinhos a mais, mostrados, se não na balança do aeroporto, na balança da academia, com certeza… Rsrsss…

.

Paraíso

Paraíso: Quase que a melhor coisa destas aldeias são as lojas e mercados maravilhosos para comprar produtos locais

 .

São muitos os produtos gourmets, mas o foie gras reina absoluto. Nessa lojinha da foto acima, achei um vinho de sobremesa com aroma sutil de trufas para harmonizar com o “rei”. Chama-se Apéritif à la Truffe. Da outra vez que estivemos aqui, conheci o Apéritif e comprei. Clique nesse link e olha como usei em um encontro lá em casa.

.

Chama-se Apéritif à la Truffe saiba mais aqui. Show!

Show!

Como se não fosse suficiente a riqueza gourmet, as vistas do topo da montanha e o centro histórico impecavelmente conservado, Domme ainda é capaz de proporcionar outra viagem dentro dela mesma.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Exatamente embaixo da cidade, encontra-se a Grotte de Domme, que é uma gruta subterrânea com estalactites e claro, mais desenhos pré-históricos. Não tivemos tempo para conhecer, então fica o desejo de retornar e assim se formam os sonhos que alimentam a alma humana...

.

LA ROQUE GAGEAC

.

La Roque Gageac

La Roque Gageac

.

Essa cidade me faz lembrar uma conversa entre amigos, quando falávamos sobre os Estados Unidos, comentei que aquele país é bom, mas não me faz chorar. Verdade. A França proporciona cidades lindas, floridas, charmosas, classudas, e muitas delas, esplendorosas! Quem dera no Dilucious, eu consiga apresentar muitas dicas, tão perfeitas como essa de hoje.

.

La Roque Gageac

La Roque Gageac

La roque vertical 2_Fotor_Collage

A vila impressiona mesmo vista de longe. Meu coração batia com mais força ao ver sua impressionante e generosa posição na paisagem.

.

Muito bem implantada na encosta das falésias íngremes do Rio Dordogne

Maravilhosamente bem implantada na encosta das falésias íngremes do Rio Dordogne

.

Região repleta de abrigos dentro das rochas e grutas esculpidas na pedra calcária

.

v

A vila do século XII conserva ainda as suas habitações trogloditas.

.

Possivelmente La Roque Gageac tenha sido a vila que mais me comoveu até hoje. Assim que coloquei meus olhos naquele penhasco de 40 metros bem ao lado do Rio Dordogne, chorei! Pela bela paisagem, pela casas medievais que pareciam desabrochar do rio e claro, pelo forte conjunto troglodita. Fascinante!

.

Moradias trogloditas

Moradias trogloditas

Belas casas como o Manoir de Tarde, que ainda domina o coração da vila.

.

m

Le manoir de Jean Tarde

.

As típicas embarcações da região, chamadas ‘Gabares’, fazem deliciosos passeios pelo rio.

.

Gabares

Gabares

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Passam pelo Chateau de la Malartie, que teve suas instalações utilizadas até como hospital de leprosos, mas seu uso foi alterado várias vezes e atualmente funciona na área hoteleira.

.

Nas margens do Dordogne avista-se o Chateau de la Malartrie, construção estilo renascentista do século XIX

Nas margens do Dordogne avista-se o Chateau de la Malartrie, construção estilo renascentista do século XIX

.

E assim as Gabares vão, agradável e calmamente, por entre paisagens maravilhosas até o Chateau de Beynac ser avistado.

.

Vista do rio para o castelo

Vista do rio para o castelo

.

La Roque-Gageac sofreu uma catástrofe em 1957 com uma dissolução de calcita que causou o desprendimento de um enorme bloco de rocha que caiu, destruiu uma dezena de casas e causou a morte de três pessoas. A cidade foi reconstruída sem trair suas peculiaridades, o que ainda lhe permitiu conquistar o título “Les Plus Beaux Villages de France”, isto é, uma das mais belas aldeias da França, perdendo apenas para Mont Saint-Michel e Rocamadour veja aqui. 

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Poucas coisas me tiram o apetite, mas a visão de tudo isso fez com que eu me sentisse plena, sem fome. Mesmo assim paramos para comer uma coisinha, mas devo confessar que esse almoço foi um dos poucos que o assunto não girou em torno do menu, que ficou realmente para segundo plano.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Almoço ao lado do Dordonha...

Almoço ao lado do Dordonha…

.

Creio que parte da magia de La Roque Gageac é ficar imaginando como era a vida naqueles minúsculos buracos dentro da rocha, as tais cavernas trogloditas. Com seus 300 anos de história, a pequena vila arrebatou meu coração para sempre, assim como os sonhos que alimentam a alma humana

BEYNAC

.

Beynac

Beynac

.

Beynac, vizinha a La Roque-Gageac, também faz parte da lista das mais belas vilas francesas. Ela nos remete à Idade Média e à Guerra dos 100 anos.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABeynac 3 vert_Fotor_Collage.

Explorar suas muralhas de pedra, suas ruelas medievais e seus encantos que a fazem parecer uma cidade saída de um conto de fadas.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Um conto de fadas com rio de águas cristalinas e azuis como o céu, com falésias que também se destacam no cenário e o castelo, é um de verdade: Castelo de BEYNAC.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Nada melhor que mergulhar na fascinante história da Dordogne… opss.. nada melhor que sobrevoar a maravilhosa região. Se der, ou se a época permitir, faça um passeio de balão.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Sobre a montanha e lá em cima do castelo, a vista do vale do Dordonha é linda, só isto já vale a visita.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

No topo do castelo do Século XII, se vê a região, que é maravilhosa.

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Um lugar  como esse é inesquecível, assim como os sonhos que alimentam a alma humana

.

SARLAT

.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

.

Não dá para começar com outro assunto, já que o Perigord é uma das melhores mesas da França e Sarlat honra esse compromisso divinamente.

.

Sarlat loja

.

Aqui a gastronomia brilha com a criação de pato e ganso, foie graspatê, confit…

.

Sarlat pato_Fotor_Collage

Sarlat trufas no vidro

.

A produção de vinhos realça o Mombazillac, licor que faz a harmonização perfeita com foie gras. Ainda, queijo de cabra, nozes, cogumelos selvagens, e o melhor, trufas negras… imagina que região é essa!

.

Sarlat vert produtos_Fotor_CollageSarlat Pato

.

A parte antiga de Sarlat é privativa para os pedestres se deleitarem em meio às muitas lojas de… comida é claro!

.

Sarlat vinagre vert_Fotor_CollageSarlat trufa vidroSarlat carrocha _Fotor_Collage

Sarlat omelete

.

Sarlat é super charmosa e a menção à gastronomia é vista e sentida por toda a cidade. Até nas janelas!

.

Sarlat ganso na janela

.

A gastronomia falou mais forte até numa igreja medieval. Projetado pelo arquiteto Jean Nouvel, nascido em Sarlat, a antiga igreja gótica foi transformada em mercado coberto, com essas deslumbrantes e monumentais portas de metal de 17 metros de altura. Olha que lindo!

.

Igreja Sainte Marie

Igreja Sainte Marie que foi transformada em mercado

.

A citação escrita em tom de vermelho, vem em meio às portas verdes. Aposta que serão o trampolim entre a velha destinação e o novo destino da construção.

.

L'architecture est un mélange de nostalgie et d'anticipation extrême João Baudrillart

L’architecture est un mélange de nostalgie et d’anticipation extrême.
João Baudrillart

A arquitetura é uma mistura de nostalgia e extrema antecipação

“A arquitetura é uma mistura de nostalgia e antecipação extrema.”

.

Em todos os sentidos, uma deliciosa caminhada para o mercado é uma das atrações do centro da cidade: trufas, azeites, carnes, embutidos, foie gras, confit de pato e ganso, bolos de nozes, especiarias, mel de várias qualidades, etc …

.

Sarlat trufaSarlat funghi_Fotor_CollageSarlat trufasSarlat queijos_Fotor_Collage

Sarlat sal.

Os gansos são tão importantes, que a praça homenageia os bichinhos com sua figura e seu nome.

.

Sarlat placa

Place du Marché aux Oies

Place du Marché aux Oies

.

Sarlat é composta por um entrelaçado de pequenas e estreitas ruas, e nelas, podemos descobrir os valores quase ocultos da Idade Média.

.

sarlat vert_Fotor_Collage

Sarlat

Estátua de Sainte Claire

Estátua de Sainte Claire

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sarlat Fontaine

Fontaine Sainte-Marie

Fontaine Sainte-Marie

.

Em torno da Catedral, onde os monges eram enterrados, foi construída a Lanterna dos Mortos. É dito que a construção se deu durante a passagem de São Bernardo em 1147.

.

Lanterne des morts

Lanterne des morts

Manoir de Gisson

Manoir de Gisson

Maison à Colombages

Maison à Colombages

Sarlat

Sarlat torre vert_Fotor_CollageSarlat cara

.

À esquerda da próxima foto é a Casa de La Boétie, construída em 1525. Aos 18 anos Etienne de la Boétie escreveu o “Discurso da Servidão”, elogiando a liberdade inerente a cada um, contra a tirania: “Esteja determinado a não servir e ser livre.”

.

Sarlat vert_Fotor_Collage

.

A primeira vez que estivemos em Sarlat, tudo nos encantou profundamente. Nem de longe poderíamos imaginar que seria possível gostar ainda mais – mas gostamos! Desta segunda vez, ainda tivemos a oportunidade de conhecer a cidade à noite… Iluminada e linda!

.

Sarlat vert noite_Fotor_CollageSarlat lanternaSarlat vert noite_Fotor_CollageAs construções são tão altas que não cabem nas fotos, foi preciso fazer quase todas na vertical. Sarlat _Fotor_CollageSarlatSarlat _Fotor_Collage

Sarlat saint

Sarlat 1_Fotor_Collage

.

E agora vem o melhor momento…

.

Sarlat eu_Fotor_Collage

.

Cansados e felizes, paramos para tomar um vinho, e com essa excelente companhia, conversar sobre tudo que os sonhos e os céus nos proporcionaram.

.

Sarlat vinho_Fotor_Collage

.

Comer uma coisa bem gostosa, de preferência algo típico da região. Hummm…. Tipo assim… FOIE GRAS! kkkkkkkk…. E trufas do Perigord! Perfeito!

.

Les Deux Foies Gras de Canard Magret de Canard fourré ai Foie Gras L'Escalope de Foie Gras Terrine de Foie Maison

Magret de Canard fourré ai Foie Gras
L’Escalope de Foie Gras
Terrine de Foie Maison

Tagliatelle aux Truffles

Tagliatelle aux Truffles

Cassoulet au Canard

Cassoulet au Canard (deslumbrante)

.

Gente, esse “banquete” – zero sofisticado, pois estávamos sentados numa mesinha na rua – estava delicioso, quentinho, apetitoso, cheiroso, reconfortante e… quase de graça. É a “Formule”, uma das boas coisas que a França faz pelos comensais. Os restaurantes estipulam um valor para entrada, prato principal e sobremesa, e é sempre muito barato.

.

Gâteau aux Noix et Crème Anglaise

Gâteau aux Noix et Crème Anglaise

.

E assim terminou nosso dia. Fomos nos preparar para o dia seguinte, que estava “A 100 PASSOS DE UM outro SONHO” veja aqui … Rsrssss… Lembra do filme? Pois é! O próximo dia nos trouxe Saint-Antonin.

.

A caminho de Saint Antonin

A caminho de Saint Antonin

.

Bem… É hora de finalizar esse post… Fico tão triste quando estou terminando, morro de saudade! Rsrrsss…. Tudo  que mostrei hoje fica a apenas 2 horas de Bordeaux. Que pena, não vai ser nesse post que falarei sobre Bordeaux, St Emilion, Bergerac, Pullac, Arcachon, Périgueux… Ah! Aquela que pronuncia “perriguê”, lembra? A boa notícia é que nessa viagem, teremos nossa volta por lá.

.

Na volta tem mais essa região fantástica

Na volta tem mais essa região fantástica

.

Ah! Então no final da viagem teremos mais das maravilhas dessa região que deve ser explorada com tempo e muita calma. Só assim somos brindados com a oportunidade de ver a beleza externa sendo cultivada dentro de nossos corações e enriquecendo cada minuto de nossos dias.

.

Saindo de Sarlat...

Saindo de Sarlat…

.

Só agradecendo muito a Deus por todos os sonhos realizados!!! Mas tenho outra notícia: “Assim como os sonhos que alimentam a alma humana”, o Perigord sobreviverá para sempre em cada alma por ele alimentada!

.

VEJA O PRÓXIMO POST 

.

aaaaSe quiser receber as atualizações do Dilucious, cadastre-se no aqui. Obrigada, Dilu

.

BBB

Você poderá gostar de:

38 comentários em “PERIGORD Assim como os sonhos que alimentam a alma humana

  1. Onde mais, senão aqui, eu aprenderia o que são “habitações trogloditas”, “gabares”…?
    Muito, muito, muito bom, Dilu!!!
    Delicioso seu texto, cheio de informação e emoção.
    Já ansiosa pelo que vem por aí, quando chegar em Saint Antonin…
    Beijosss.

  2. Cristina, vc tem razão, este post é um amontoado de informação.
    Dilu, adorei, fora a vontade de conhecer estas maravilhas todas.
    Parabéns!

  3. Dilu, também fiz este mesmo passeio com mesmo trajeto com minha turma de gastronomia. Quem fez este maravilhoso roteiro foi nossa querida amiga Maria Eugenia Couri. Foi uma das mais lindas e agradável viagem que já fiz.
    Vejo que vocês aproveitaram muito. As fotos retratam as belezas e a felicidade. Saudades, Zarife

    • Zarife querida! Que saudade! Nem acredito em você aqui, fiquei SUPERRRRRR feliz!
      Você tem razão, é uma região das mais lindas. Engraçado que a gente já tinha ido lá há uns 3 anos, e eu não queria voltar. Mas pude ver que podemos voltar mais umas 3 vezes que ainda vão ter muitas maravalhas pra vermos.
      Outro dia tive noticias suas, dadas por sua irmã aqui no prédio.
      Bjs e obrigada

  4. Estarrecida , como você consegue nos levar em lugares tão maravilhosos e mostra-los com dizeres simples e melodiosos . Realmente acabei de fazer uma boa viagem , cheia de conhecimentos , pinturas , manjares e lugares que sei jamais esquecerei . Obrigada Dilu , lindo e completo demais . Adoro Foie Gras , senti o sabor . Quando adentro em seus posts digo para mim , este é o melhor e mais repleto de prazeres visuais , gastronômicos , cheios de luz mas , reli um outro e não sei dizer qual mais me cativou . Este terá sempre lugar cativo em meu coração ! Parabéns , beijo querida. Realmente sempre será uma Fada em meu mundinho !

    • Ah Eliana, além de tudo maravilhoso que você escreveu, a palavra “melodiosos” caiu como uma luva no meu coração… Nem vou dizer mais nada, ainda que tenha um mundo de coisas para te falar…

    • Obrigada Tatiana, ler seu comentário me faz, além de satisfeita, ver que a coisa que me dá tanto prazer, não dá só a mim. Muito feliz! Bjs querida!

  5. Dilu, você tem o dom de me transportar no tempo e no espaço! Esse post me levou de volta aos meus 18 anos, quando recém casada fui morar em Boston com o Vittorio. Nessa época vivia a pressão de retribuir o papai, o presente de morar fora do Brasil, falando o melhor inglês que um estrangeiro poderia falar. Apaixonada pela arte rupestre, peguei o maior livro que tinha sobre o assunto na biblioteca. Foi então que aprendi sobre a caverna de Lascaux. E hoje você me levou a passear dentro dela para admirar a arte mais pura do ser humano! Chorei.
    Fada, obrigada por me trazer tantas lembrancas gostosas!

    • Ai Polinha, nem de longe querer te responder usando suas palavras, mas nesse caso não tem jeito. Você tem o dom de nos mostrar a importância, o valor, e a maravilha de se ter histórias para contar. Imaginei daqui há uns anos a Vitoria e o amor que ela sentirá por essa vovó cheia de casos para contar. Muito lindo!

  6. Dilu, li e reli esse post, mesmo ele sendo enorme, eu não me canso de ver tantas coisas bacanas. Eu só posso te dar muitos e muitos parabéns. Continue dando de presente pra gente estes posts com tanto conteudo. Beijão!

    • Mariana minha doce e querida amiga. Espero do fundo do meu coração conseguir corresponder, pq querer continuar é o que mais quero, pois é o que amo fazer: posts. Bjs

  7. Espetacular é a palavra certa para este post/roteiro.
    Sua narrativa me leva a viajar com vc e quase sinto toda sua emoção.
    Adorei mais uma vez!

  8. Tambem pudera! Juntou a fome com a vontade de comer. Juntou esse lugar lindo com você que descreve ou escreve sei lá, muito bem. Lindo post.

    • Patricia, você falou a coisa certa. Fica muito fácil escrever sobre qualquer coisa quando esta nem precisa ser descrita, quando a coisa já fala por si só. Obrigada pelo carinho querida, bis

    • Ah Mônica minha colega querida! Imagina! Estou até agora encantada com o último post que vc me mandou. Uma deliciosa surpresa para os leitores! Uma maravilha tudo que você está compartilhando com a gente e nos ensinando! Obrigada mil vezes!

    • Neusinha minha querida amiga, que bom que você gostou. Comentários como o seu é que me fazem amar ainda mais o blog. Muito obrigada, de coração!

  9. Dilu querida, seu post ficou maravilhoso. Claro que os lugares tb são, mas a maneira que vc encontra pra falar, mostrar e conduzir a gente pra aquele lugar é que faz a diferença. Eu amo!

  10. Puxa Dilu, que post lindo. Sabe de uma coisa? As vezes o que é dito é tão importante quanto as paisagens, as comidas, os passeios, etc. E em primeiro lugar estão os sonhos. Parabéns!

    • Ah que linda! É verdade Suely, as vezes as palavras quando sinceras são mais tocantes e inesquecíveis. Obrigada por você ter gostado, fico muito feliz. Bjs minha querida

  11. Minha querida Dilu ,
    Esse é um dos meus roteiros preferidos !
    Mas , adoraria fazê-lo de novo com você !
    Abraço carinhoso ,
    Maria Eugenia

    • “Assim como os sonhos que alimentam a alma humana”, uma viagem tendo você, maravilhosa, sobreviverá para sempre em cada alma por você alimentada!
      Minha tão sempre querida, vamos marcar. Vou amar demais!

  12. Ah Dilu fiz essa viagem inesquecível… E agora com suas palavras e olhar gastronômico eu refiz todo o trajeto, degustei cada comentario e pude refaze-la com um sabor da memoria dilucious!!! Obrigada por compartilhar.

    • Que maravilha Silvana! Ai que delícia minha querida, poder viajar quando estamos aqui nesse mundinho que quase nada de bom acontece, não é? Nós é que temos de buscar no cotidiano, coisas que nos fazem reviver e viver bons momentos. Saudade de vc fia, bjs

  13. Diluzinha, o mais incrível é que vc informa algumas coisas super bacanas que eu nem sabia e de uma maneira que faz a gente viajar junto uma delíca obrigada!

  14. Olá, adorei as suas fotos, os seus comentários sobre o Perigord. Parabéns!!!!
    Talvez iremos para a Dordonha em setembro, estou fazendo várias pesquisas, e o seu blog foi a que eu mais gostei.
    Um abraço e ótimas futuras viagens.

    • Eleonora, que delícia ter sido trazida de volta a este post que fala de uma região que amo tanto. Que bom! Que bom que vc vai pra esse lugar encantado! Olha, não deixe de conhecer, perto da Grouffe de Padirac, uma cidadezinha chamada Collonges La Rouge (se der tempo, veja este post http://dilucious.com.br/?p=14868).
      Se vc ainda me permitir tomar a liberdade de sugerir… Então… deixe pra chegar em Rocamadur a tardinha, por que a vista da cidade a noite é a coisa mais linda da viagem http://dilucious.com.br/?p=14841. Se não chegarem a noite, vale a pena sair de carro pra ver e tirar foto da maravilha pela estrada.
      Estando nessa região, com certeza vc vai a Saint Emilion e Bordeaux (a praça das águas no por do sol é maravilhosa). Em Bordeaux, conheça o maravilhoso e novo Museu do Vinho (compra os ingressos antes pra nao enfrentar fila). Quando fomos ainda não tinha o museu, por isso não tenho post. Tem um hotel pertinho de Bordeaux que é show: Le Saint James.
      Eu tb te desejo uma ótima viagem, que vc seja muito feliz na França e no que eu puder ajudar, estou às ordens. Bjsss

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps