Cerveja também é cultura: HARMONIZAÇÃO CULTURAL

CERVEJA

O campo de Marcel

Por Marcel Ocampo

.cerveja inglesa
Olá queridos leitores!

Enfim, mais uma sexta-feira

e mais um ciclo cervejeiro

se iniciando! Isso para

aqueles que esperam até sexta

para tomar uma cerveja…

Hoje vamos encerrar o

assunto das harmonizações,

falando sobre a

Harmonização Cultural,

não menos importante que

as outras, mas bem peculiar

e muito praticada,

por leigos inclusive.

.

HARMONIZAÇÃO CULTURAL
.

.

Essa harmonização, por incrível que pareça, não tem nenhum embasamento gastronômico. É uma harmonização que acaba acontecendo pelos usos e costumes de um povo, ou até mesmo pode ocorrer em grupo de pessoas e amigos.

.

churas e cerveja

.

É a combinação entre um alimento e uma cerveja que não necessariamente combinem entre si, mas que já tenha virado tradição em determinada região ou país. Para os leitores que já estão virando mestre da harmonização, uma pergunta:

Cerveja Pilsen combina com churrasco?

Salsicha branca combina com cerveja de trigo?

Mexilhões combinam com cerveja muito alcoólica?

Cornish Pasty (tipo um pastel de carne) combina com cerveja escura?

Molho feito com nata combina com cerveja Pilsen?

.

moulet

 

Pois é! Essas são algumas harmonizações bem comumente encontradas em países como Brasil, Alemanha, Bélgica, Inglaterra e República Tcheca respectivamente… São pratos típicos e cervejas típicas desses países.

.

weisswurst

.

Geralmente, carne de churrasco não combina com cerveja leve e clara, assim como salsicha branca alemã não forma um par perfeito com cerveja de trigo. Isso nos livros, por que na prática… a história é outra, não e verdade?

.

goulash

.

Quando falamos em harmonização cultural, o que importa é experimentar a culinária local, mesmo que aos olhos dos mais teóricos, essa não seja a combinação ideal. Não existe segredo, não existe técnica, basta conversar com um nativo para descobrir qual a harmonização cultural de cada país.

.

moulet et frites

.

Agora, tenho certeza que já estão aptos a desvendar um pouco mais desse seleto mundo chamado harmonização. Não tenham medo de tentar, criar, mudar e experimentar. Só aprende a harmonizar quem pratica.

Para refrescar a memória, um breve resumo:

Harmonização por Semelhança: Elementos similares entre a cerveja e o alimento.

Harmonização por Contraste: Elementos opostos entre a cerveja e o alimento

Harmonização por Corte: Cerveja atenua elemento presente em excesso na refeição

Harmonização Cultural: Tradição da uma região ou país, sem embasamento teórico.

.

cerveja

.

Compartilhe os resultados das experiências realizadas, afinal, as harmonizações podem gerar percepções diferentes de pessoa para pessoa. Ouvir outras opiniões para um mesmo tipo de harmonização é uma experiência muito interessante!

Alguém conhece alguma harmonização cultural, além das que foram citadas?

Cheers!

.

Marcel Ocampo Tel: +55 11 9 4521 8474 Skype: Marcel-Ocampo marcel@halvemaan.com.br www.halvemaan.be

Marcel Ocampo
Tel: +55 11 9 4521 8474
Skype: Marcel-Ocampo
marcel@halvemaan.com.br
www.halvemaan.be

.

aaaa

Se quiser receber um e-mail avisando quando publicamos novo post, por favor, deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

BBB

Você poderá gostar de:

8 comentários em “Cerveja também é cultura: HARMONIZAÇÃO CULTURAL

  1. Marcel,de todos os posts de harmoniza’ão este foi o que eu achei mais fácil e é o que a gente faz o tempo todo.Eu vejo que muitas vezes a cerveja não casa com o que a gente tá comendo.Muito legal este assunto.Um abraço!

    • Olá Marília, obrigado por comentar!

      realmente essa é a harmonização mais fácil de fazer….não envolve conhecimentos gastronômicos, apenas culturais!
      Harmonizar cerveja é mais complexo que harmonizar vinho, mas ao pouco vamos descomplicando esse assunto!

      Cheers!
      Marcel Ocampo
      degustacao.net

    • Olá Marisa, obrigado por comentar!

      discordo! Geralmente as sobremesas, chocolates e frituras engordam mais que a cerveja =)

      uma dica que já está virando quase um clichê: Beba menos, mas beba melhor.

      Ou seja, ao invés de beber duas ou três garrafas de cervejas de produção em massa, beba, 1 ou 2 de cerveja artesanal!

      Lhe garanto que será muito mais prazeroso. Mas não deixe de provar boas cervejas!

      Cheers!!
      Marcel Ocampo
      degustacao.net

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps