UM LUXO SÓ! Muitos e muitos anos depois DE muitos e muitos anos atrás

fazenda

São 6 horas da manhã e eu aqui, hoje, muitos e muitos anos depois, na fazenda, sozinha, sentada na grama e sentindo o orvalho que restou da noite, experimentando na alma o verdadeiro sentido da palavra luxo. Muito, muito feliz e agradecendo por isso. É então que acabo me lembrando de muitos e muitos anos atrás. Uma mistura de pensamento, sentimento, sensação, conexão, gratidão, confusão.

.

UM LUXO SÓ!

Muitos e muitos anos depois DE muitos e muitos anos atrás

Dilu Bartolomeo Villela

.
Muitos e muitos anos atrás, quando eu colocava minhas mãos naqueles poucos vestidos, eu só conseguia vê-los andando sozinhos, como se tivessem vida própria, pois já tinha enjoado de tanto ver minhas irmãs com eles. Sim, as roupas usadas por 4 irmãs mais velhas quando chegavam em mim, ou pra mim, ainda eram delas. Na minha cabecinha, soavam como “emprestadas” – sem que eu tivesse pedido emprestado. Acho que assim se fez meu primeiro sonho de menina e descobri, mesmo sem ter me dado conta, o que é luxo. Minha expectativa girava em ter muitas roupas minhas. Minhas! Vestidos estampadinhos, shorts jeans, saias de todo jeito, botas (uau!!!) e até chapéu (uau 2… rsrsss…), calças… cada uma de uma cor, a cor do desejo… Casaquinho de couro, já pensou? Boas épocas em que o frio vinha pra deixar as pessoas mais juntinhas. Ah, e o twin-set? Hoje sei esse nome, mas naquele tempo, ficava só nos desenhos.

desenhos / luxoE era ali, naqueles desenhos de bonequinhas e roupinhas que meu mundo se ajeitava, as meninas de papel se transformavam em amigas de “infância”, e eram lindas, e as roupinhas desenhadas no papel eram minhas, só minhas! O sonho virava realidade. Eu acreditava, meu coração batia contente com tanta criatividade gasta em longas e intermináveis tardes. O tempo também era meu! Mas tudo seria guardado num armário (armário este que eu não tinha). Mas eu perseverava, riscava o papel grosso com tanto brilho (imagino que o olhar também brilhava), cortava cada uma daquelas pontas com tanto carinho e cuidado… vai que erro e machuco uma de minhas queridas novas amigas… e aí elas nasciam, já grandinhas, da minha idade… E aí começava uma nova relação, nossas falas caladas se enchiam cada vez mais de camaradagem, cumplicidade e preenchiam minha vidinha solitária de esperança e coloriam meu mundo de cor de rosa. Um modo lindo de existir, um tempo precioso, um luxo!

Hoje, muitos e muitos anos depois, vejo o quanto tem se questionado o luxo. Coitado daquele que ainda não descobriu o que é o luxo… Essa pessoa não presta atenção no correr do tempo… ops, quero dizer, no andar da carruagem. Mas cá comigo e só por desaforo, minhas amigas de infância aparecem, prontas pra responder. Dizem elas que luxo jamais seria ter um armário delirante, um carro possante, um anel de brilhante. O luxo, elas me ensinaram, É TER TEMPO, um tempo que nos leva pra dentro, que faz com que nos acariciemos com um abraço de nós mesmos e quem sabe, até nos leva a desenhar. O luxo é aquela coisa da “hora”, hora de realizar sonhos, de encontrar no lápis, no duro papel, na tesoura, enfim, nos desenhos desenhados com o amor de quem tem tempo, algo que sobrepõe a tudo.

Desenhos de vários pratos

Desenhos dos mimos que vou servir no almoço de hoje

Hoje, muitos e muitos anos depois, vejo o luxo me rondando, me envolvendo, tal qual fazia com aquela menina do passado. A comida, meus quitutes e experimentos me fazem sonhar. Hoje desenho pratos, e as comidas se tornam realidade, só que a realidade é autêntica, os pratos aparecem de verdade sobre a mesa.

Fato é que o alimento ajuda o tempo, esse senhor da razão que, se a gente deixar, faz tudo se transformar em festim, um luxo só! Eu deixo! Não quero ter pressa, nada pra ontem, quero cada coisa na sua hora, quero ficar cheia de sonhos, sentimento, sensação, conexão, gratidão (e até confusão), mas principalmente tempo, tempo pra usufruir tudo isso! Sinto que assim posso ficar sempre e pra sempre num luxo só! Um luxo meu, só meu!

.

Escolher e colher o que quer comer!

Escolher e colher o que quer comer!

.

aaaa

Se quiser receber um e-mail avisando quando publicamos novo post, por favor, deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

BBB

Você poderá gostar de:

20 comentários em “UM LUXO SÓ! Muitos e muitos anos depois DE muitos e muitos anos atrás

  1. Minha amiga voce é Diluxo!
    Voce sabe o que é gratidão com a vida,a familia,o amor,o tempo, os amigos e a sabedoria de viver a vida intensamente, isso é um luxo!
    Só os que tem a alma leve e o coração aberto sabem ver o que é essencial.
    Love you ❤

  2. Dilu, muito boa tarde!
    Eu tenho muito ouvido falar do blog e das maravilhas de viagens, de receitas, de mesas, de suas experiências, que são postadas nele. Mas não gosto muito de computador e entro muito pouco, mas hoje estamos aqui entre amigas e uma delas, a Patricia, me convenceu a buscar o computador pra eu ver. Que surpresa boa, lemos em grupo este artigo e confesso, me emocionei e acho que outras também se emocionaram. Me lembrei de uma infância distante e quero te agradecer por me trazer boas recordações. Eu só posso dizer que viei fã e que de agora em diante, eu vou usar mais o meu computador.
    Um grande abraço, Zildinha
    PS. Estão todas aqui mandando um abraço!

    • Zildinha querida, que bacana! Eu só tenho a agradecer e dizer que você também me trouxe emoção, obrigada de coração. Ah! Espero que você caia de amores pelo seu computador… Rsrsss… Verdade! Pelo menos pra mim, só veio pra acrescentar. Bjs e de novo, muito obrigada!

  3. Fada, chorei pote de lágrimas, como dizia a minha mãe! Luxo é ter você como amiga! Sem palavras, só peço a Deus que te abênçoe sempre, minha amiga querida! Beijos mil

    • Ahhh nãooo Polinha! Ah meu Deus de novo! Tinha muito tempo que você não trazia sua mãe aqui, adorei tê-la de volta! Rsrss… Fia, luxo é ter te encontrado! Bjs… obrigada, obrigada e obrigada!

  4. Diluziiiinha querida, vc é uma linda! E adorei mais ainda o sucesso que vc fez hoje no almoço, mesmo sem estar presente. Amei minha amiga!

    • Ahhh então era vc a Patricia! Mas vc é mesmo meu tesouro! Sem palavras para te agradecer… Se fosse falar o que pensei aqui agora, eu falaria: TE DEVO ESSA!

  5. Olha só amiga … vc. me fez ir às lágrimas! cada vez mais me asseguro que ter conhecido vc. foi pra mim um luxo… e que luxo! suas reflexões são obra de sua cabeça generosa e sábia… vc põe em palavras o que nos passa pela cabeça e não conseguimos verbalizar. E só pra confirmar ,ainda mais uma vez, obrigada amiga “diluxo” . ” Chacun doit se rappeler que ses pensées les plus secrètes ont une influence sur lui- même et sur les autres.” et tu sait bien le faire! bisou

    • Tive de colocar no Google tradutor minha querida amiga! rsrsss… Acho que ele traduziu mais ou menos assim:
      “Todo mundo precisa se lembrar que seus pensamentos mais íntimos influenciam sobre si mesmo e sobre os outros.” E você sabe fazer bem!
      Ler ou “ouvir” isso é o que me faz agradecer a cada instante a graça de ter pessoas como vc no meu pertinho, Bia – e por isso sinto tb a presença de Deus!

  6. Dilú querida, além de fazer aquelas maravilhas na cozinha ainda escreve como ninguém. Acho que vc traduz o q o seu coração fala, porq é tanta sensibilidade, tanta emoção e tudo tão verdadeiro. Que bom ter vc para nós emocionar em tudo q faz

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps