LA CIAU DEL TORNAVENTO Nós chegamos lá e… la trufa è servita!

ciau del tornavento Ana Paula, amiga da Louise, pediu dicas para programar sua estadia em Alba para a temporada das trufas, que já está se aproximando veja aqui. Então… Hoje continuo o post dessa viagem maravilhosa e aqui estamos nós: outono italiano, céu nublado e um convite para, nas montanhas coloridas de um pedaço singular do Piemonte, nos perdermos – bebendo e comendo. Exatamente onde? Para começar, a uns 15 minutos de carro de Alba, no Ciau de Tornavento, septuagésimo primeiro (71º) melhor restaurante do mundo (pela Top 100 Classical & Heritage Restaurants 2016) e uma estrela Michelin no coração do Langhe – terra de paisagens, mesa e vinhos que surpreendem.

.

LA CIAU DEL TORNAVENTO
Nós chegamos lá e… la trufa è servita!

Dilu Bartolomeo Villela

.

ciau-del-tornavento-eu-e-placa

.

Então… Nós chegamos lá… La Ciau del Tomavento.

.

ciau-del-tornavento

.

O restaurante fica numa construção de 1931, típica do estilo Littorio.

.

ciau-del-tornavento

.

O salão principal é inundado pela luz vinda do maravilhoso terraço que tem vista para vales e vinhedos, paisagem alinhada com o que está por vir.

.

la-ciau-del-tornavento

.

E quem aprecia a cozinha italiana (difícil um que desgoste) não pode deixar de conhecer este restaurante.

.

ciau del tornavento

Pequena gentileza do chef

Pequena gentileza do chef

ciau-del-tornavento-paes.

Onde o próprio proprietário e chef, Maurilio Garola, vem à mesa nos ajudar com suas sugestões.

.

Chef Maurilio Garola

Chef Maurilio Garola

.

Ele também vem nos lembrar (como se precisasse) o principal ingrediente do dia: trufa branca.

.

ciau-del-tornavento-trufa

.

Então… Nós chegamos lá e… la trufa è servita!

.

ciau-del-tornavento-trufa-e-laminador

.

Para começar arrasando, vem uma caixinha de madeira, tal qual uma caixinha de joia. Nela, a surpresa preliminar.

.

ciau-del-tornavento-caixinha

.

A caixinha traz a famosa cocotte com ovo e trufa branca Uma joia que o chef, tão lindo e gentil que é, me deu a receita veja a minha versão aqui.

.

ciau-del-tornavento-caixinha-aberta

.

Fondue de queijo com croutons e truffle, muitas trufas laminadas pelo próprio chef.

.

ciau-del-tornavento-chef-ralando-a-trufaciau-del-tornavento

.

O …… 😯  não me lembro mais o que foi o próximo prato, mas me parece um gnocchi.

.

ciau-del-tornavento-ralando-trufasciau del tornavento

.

O menu equilibra a trufa com outros pratos tão atraentes quanto, mas o mais comum para quem vai ao Piemonte nessa época é comer tagliatelle trufado. Ok! É maravilhoso, mas… O que vou dizer parecerá bizarro para muitos, mas quem vem acompanhando o roteiro dessa viagem à Itália vai entender: a essa altura eu já estava um pouco enjoada da massa, louca pra comer coisinhas.

.

ciau-del-tornavento

.

Ainda mais se essas “coisinhas” forem camarões vestidos em avelãs picadas e migalhas de pão: puro comfort food – simples e delicioso!

.

ciau-del-tornavento-camarao

.

O próximo prato foi Il piccolo fritto: Carré e cérebro de cordeiro.

.

ciau-del-tornavento-cordeiro

.

As costeletas foram recheadas com queijo e os cérebros de cordeiro levemente fritos. Para acompanhar: tutano e beignet de maçã.

.

ciau-del-tornavento-cordeiro-recheado

.

Juro, um dia ainda hei de ter mais personalidade! Sei não, sou geminiana… Bem, falei que não queria o tradicional e mais famoso prato que todos os restaurantes servem nessa época das trufas, mas… num guentei e aí está ele, o rei: Tagliatelle sobre generosas lascas de trufas brancas fechando o menu com chave de ouro, digno de uma rainha 😳

.

massa-com-trufa-ciau-del-tornavento

.

Mas digno de qualquer rei são os vinhos que acompanham as maravilhas servidas.

.

Ciau de tornavento vinhos

.

E o carrinho de queijos para encerrar o festim? Sim, isso para o europeu é de um valor inestimável, já que o queijo é um patrimônio histórico.

.

img_0815

.

Que isso, gente? Luiz Guilherme ficou louco – também, pudera!

.

img_0816

 

Pra quem não sabe, os queijos têm a função de reorganizar o pH da saliva e preparar o paladar para o doce da sobremesa que vem logo na sequência.

.

img_0820

.

Esse momento da refeição funciona assim: antes da sobremesa, o mestre queijeiro (não sei se é assim que se fala) vem com o carrinho de queijos, alguns tipos de mel, geleias, pães, às vezes, folhas verdes e frutas.

.

img_0824

Ele identifica queijo por queijo, fala sobre o produtor, a região de origem, a complexidade no sabor e textura de cada um deles.

.

img_0823

.

Depois da explicação, o comensal fica livre para escolher os queijos que mais lhe agradam. É de bom tom não exagerar, escolhendo no máximo cinco qualidades que vão sendo apontados enquanto o garçon monta o prato.

.

img_0817

.

Depois é a vez do garçom apontar e mostar como devemos degustar os queijos, de acordo com o grau de intensidade de cada um, ou seja, do mais delicado ao mais forte. Assim nenhum queijo é ofuscado pelo sabor do outro.

.

ciau del tornavento queijos

.

Aí sim, é hora da sobremesa. E eu amo Pannacotta! E se ela ainda vira sorvete… Hummm! E contendo um adicional de caramelo e trufas brancas? Sedução total!

.

panna-cotta

.

Em seguida chegam os petit fours para acompanhar o café ou o chá ou o licor ou tudo junto e misturado.

.

ciau-del-tornavento-petit-f

.

Mais pra cima falei em sedução, mas seduzido mesmo ficou meu marido que caiu de amores pela adega do La Ciau del Tornavento.

.

ciau-del-tornavento-adega-luiz

.

Também, pudera! Uma das maiores do mundo, verdadeiro templo do vinho.

.

ciau-del-tornavento-tamanhos-de-garrafas

.

LA CANTINA, como é chamada por eles o que conhecemos por adega, é escavada na rocha vulcânica da colina e faz iluminar os olhos dos amantes do vinho com sua incrível variedade de rótulos.

.

ciau-del-tornavento-vinhos-antigos

.

O proprietário do tesouro nos pede um tempo a mais para que o “tour” dentro de seu “maior orgulho” seja feito por completo.

.

Maurilio Garola e sua CANTINA dos sonhos

Maurilio Garola e sua CANTINA dos sonhos

.

A adega detém mais de 65.000 garrafas em 1.800 prestigiados rótulos.

.

ciau-del-tornavento-barolo

.

São sei lá quantas garrafas de Barolo, Barbaresco, Petrus, Gaja, etc etc etc. Tantos etcs valem em torno de míseros 5 milhões de EUROS. Deve ser por isso que eles falam “La cantina è il nostro orgoglio!”.

.

ciau-del-tornavento-adega-1

.

Tem espaço dedicado aos grandes formatos…

.

Começa com a de 750 ml

Começa com a Split de 187 ml, e na sequência: Half de 375 ml; Bottle ou padrão de 750 ml; Magnun de 1.5 L, Double-magnum de 3 L, Jeroboam de 4.5 L, Rehoboam (só champagne 4.5L), Imperial ou Methuselah (só para vinho espumante) de 6 L, Salmanazar de 9 L, Balthazar de 12 L, Nabucodonozor de 15 L e por fim, a Melchior, de 18 L.

ciau-del-tornavento-garrrafao

.

… tem coleção de qualquer vinho que se possa imaginar. Pensa num qualquer… Com certeza, terá lá… Tem coleção até no teto…

.

ciau-del-tornavento-teto-com-garrafas

.

… só de coleção de Sassicaia, acho que vi umas 5…

.

ciau-del-tornavento-sassicaia

.

… mas isso não é nada, em vista do que é visto espalhado (como se bolinha de gude fosse) por tudo quanto é lado…

.

ciau-del-tornavento-romanee

.

… tem vinho vintage…

.

ciau-del-tornavento-marc-de-bourgogne

.

… tem raridades…

.

ciau-del-tornavento-petrus

.

… tem antiguidade

.

ciau-del-tornavento-margaux

.

Tem vinho raro (e caríssimo) dormindo em berço esplêndido…

.

ciau-del-tornavento-romanee-conti

.

Mas a coleção ainda é mais exibida do que parece. Uma parede inteira é reservada ao Château d’Yquem…

.

Ciau del tornavento Château d’Yquem

.

… incluindo uma Nabucodonosor. Como disse mais acima, são 15 litros que, neste caso, podem custar a bagatela de 15 mil euros.

.

ciau-del-chateau-dyquem

.

Outra seção é composta por Champagne Cristal. Até garrafinhas da minha idade havia por lá.

.

ciau-del-tornavento-cristal

.

Sem querer insistir e persistir no tamanho desta adega, mas insistindo e persistindo… preciso falar: tem até cofre, igual banco, gente!

.

ciau-del-tornavento-eu

.

Ao atravessar por aquelas imensas portas blindadas dá pra sentir um certo arrepio, ou tremura sei lá. Ali moram as garrafas especiais, uminha só pode custar facilmente 20.000 EU.

.

E o espaço parece meio bagunçado, assim assim sem importância, meio blazé... Que lugar surpreendente, meu Deus!

E o espaço parece meio bagunçado, assim assim sem importância, meio blazé… Que lugar surpreendente, meu Deus!

.

Por tudo isso, o restaurante oferece uma das mais completas cartas de vinhos da Itália.

.

ciau-del-tornavento-romanee

.

Além da adega de vinhos, surpreendentemente nos deparamos com as adegas de queijos.

.

ciau-del-tornavento-formaggio

.

Todos conservados dentro da temperatura ideal.

.

ciau-del-tornavento-adega-de-queijos

.

É daqui que saem aqueles queijos do carrinho lá do restaurante, lembra?

.

ciau-del-tornavento-queijos

.

São queijos e mais queijos que, além de provocarem água na boca, fazem cair o queixo. E o maridão vegetariano? Acabou de cair de amores.

.

ciau-del-tornavento-adega-de-queijos-1

.

Mas meus amigos, não pensem vocês que a coisa para por aí.

.

Ciau del tornavento adega de friosimg_0893

.

Tem também adega de frios?

.

img_0889

.

Tem sim, um verdadeiro tesouro que abriga os mais selecionados deleites italianos.

.

Ciau del tornavento adega de friosCiau del tornavento adega de frios

.

Bem, Ana Paula, você que está incluindo o Piemonte no seu roteiro, deve programar (e reservar) um almoço no La Ciau del Tornavento.

.

ciau-del-tornavento-placas

.

Se preferir jantar, além de perder a linda vista, lembre-se que não dá pra pegar aquelas estradinhas depois de umas taças de vinho. Programe-se para dormir por lá, pois há um hotel do próprio restaurante que fica no meio de uma paisagem maravilhosa.

.

ciau-del-tornavento-eu-varanda

.

Não sei se existe melhor maneira de usufruir preciosas horas nesta região, mas sei que a melhor época é mesmo a das trufas brancas, de outubro a janeiro.

.

.

Sim, é obrigatório incluir o Ciau del Tornavento na lista de “objetos de desejos”, pois é preciso colocar os pés ao menos 1 vez neste lugar.

.

ciau-del-tornavento-ovo

.

Que pés que nada! Colocar a boca mesmo, naquele ovo que não existe similar em lugar nenhum do mundo, uma verdadeira viaggio nel gusto.

.

La Ciau del Tornavento Piazza Baracco, 7 - 12050 Treiso (Cuneo) - Piemonte – Italia +39 0173 638 333 info@laciaudeltornavento.it

La Ciau del Tornavento
Piazza Baracco, 7 – 12050 Treiso (Cuneo) – Piemonte – Italia
+39 0173 638 333
info@laciaudeltornavento.it

.

VEJA O POST ANTERIOR DESSA VIAGEM À ITÁLIA

Ah, o Langue! Colinas feitas de paisagens,

vinículas, trufas… e muito mais!

.

dddd

aaaa

 Se quiser receber um e-mail avisando quando publicamos novo post, por favor, deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

BBB

Você poderá gostar de:

28 comentários em “LA CIAU DEL TORNAVENTO Nós chegamos lá e… la trufa è servita!

  1. Que post maravilhoso, eu adorei demais!!! AInda mais que nós estivemos em Alba e não conhecemos o Ciau de Tornavento, que arrependimento viu

    • Ah… Jussara, que pena! Nem fico sentida por você não ter ido apenas pelo restaurante, mas sim pelas adegas que, elas sim, valem muito a pena conhecer. Quem sabe de uma próxima vez?

  2. Dilu querida,eu fiquei lendo e depois eu reli esta matéria e cheguei na conclusão que viajar não tem de ser pegando o avião e indo,nós podemos viajar pelos olhos dos outros também e se este olhar é o seu,melhor ainda !Só não dá pra sentir o sabor mas só de saber este tanto de coisa que eu nem sabia que existia eu já aprendi bastante.Obrigada e boa viagem!

    • Quem agradece sou eu, Vanessa! Eu também fico pensando o quanto podemos usufruir de algo vivido por outra pessoa e que, no momento, não posso viver. Tudo que é bacana deve ser compartilhado, né minha querida?

  3. Tem a pessoa que é simpática, tem a bonita, tem a inteligente, tem a interessante, tem a charmosa e tem a pessoa que é tudo isso. Foi assim que eu vi este restaurante: completo. E eu nunca vi nada igual. Obrigada por compartilhar, beijos, Sandrinha

    • Sandrinha, você falou uma coisa certíssima! Não é um restaurante, não é uma adega, não é isso ou aquilo, é tudo isso! Perfeito!

  4. Dilu, a partir de hoje, conhecer este lugar, este restaurante, tornou-se meu sonho de consumo! Só vc mesmo pra nos transmitir tantos preciosos detalhes que nos fazem suspirar!!!! bjs querida Dilu!!!!

    • Ô Tarissa, obrigada querida. A amiga da minha filha pediu os hotéis, então vou postar 3 tipos, todos três muito bons. O problema de Alba nessa época são as tarifas cobradas por eles, exatamente por causa da temporada das trufas. Vou dar uma dica legal. Bjs e de novo, obrigada!

  5. Que espetáculo!!!O melhor dos seus posts é a vontade que dá de conhecer lugares e lugares….
    Quando crescer quero ser “kinem vc”!!!!

  6. Junia amada, imagina se pudéssemos organizar um tour “diluzzetico” das Diluzzetes pra Alba nesta época do ano… Ia ser muito bom!
    Ah, e cada um tem seu “dom” e quando eu crescer, tb quero ser “KINEM OCÊ”… kkkkk… te amo muito!

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps