Esse sim, um almoço especial

No último post, eu mostrei o LOOK DO DIA Um almoço “congela” . Foi delicioso e hoje venho postar o menu deste almoço especial. Então… Depois que resolvi o número de convidadas, foquei no cardápio, afinal, queria receber em “grande estilo” as amigas que eu não via há tantos anos, e para isso, foi preciso dedicar um tempinho e atenção aos detalhes. Criei o menu e, como sempre, ele nos proporcionou uma deliciosa “mesa redonda” – literalmente, já que adoro ficar pertinho de todas na mesa redonda que é bem pequena, mas com certeza, tem Algo ali que nos une e abençoa. Bem, entre um aroma e outro relembramos os finais de semana que passamos juntas no Serra da Moeda (ai que saudade), entre um sabor e outro colocamos as boas novas em dia e com muito “pó de amor” aconteceu nosso reencontro.

.

ESSE SIM, UM ALMOÇO ESPECIAL!

.

.

Os menus ficaram dispostos ao lado de cada um dos pratos para que não houvesse nenhum tipo de surpresa e, se alguém quisesse, poderia ler o que estavam degustando, da entrada até a sobremesa.

.

.

Bem, todos os pratos foram servidos em montagens “individuais” com o maior esmero para mostrar o carinho que sinto por elas.

.

.

Na mesa ficaram uns pequenos mimos: uma Azeitona caramelada com Gergelim que, apesar de inusitada e deliciosa, não aconselho ninguém fazer, dá um trabalho incrível! Às vezes nem dá certo!

.

.

E, ao lado, coloquei duas Mini tarteletes, uma de champignon trufado e a outra com escargot…

.

.

Aí ficou bacana as três coisinhas “estacionadas” lá!

.

.

Antes de sentarmos à mesona servimos alguns “aperitivos”. Comecei com Sunomono de Lichia veja receita aqui com Sorbet. O sorbet foi feito com a própria calda da lata onde vem as lichias e também, com as lichias que ficam quebradinhas e que não teriam uso algum.

.

.

O charme ficou por conta das vasilhinhas, me conta se existe mais lindas?

.

.

Depois servi Arancini, que é bolinho feito com risoto, acompanhado com Chutney e, ao lado, Bisque de Lagosta servida na xicrinha

.

.

O mais legal foram as pipetas que trouxe de Barcelona. Coloquei nelas um molhinho que casou muito bem!

.

.

Depois servi mini mini mini Flan de Aipo com seu próprio molho, um pedacinho de queijo Stratiatela e uma lâmina de trufa. Desculpe a foto que ficou péssima, mas o mini mini mini prato, ficou excelente!

.

.

Em seguida, veio o top do almoço: no fundo do potinho preto coloquei purê de batata, uma gema poché, cobri com uma mousse de caviar, que por sua vez foi coberta com Salmão. E tudo coberto com uma massa crocante de Chocolate branco com Caviar.

.

.

Mas dá uma olhada na gema… Eu sei, dá mesmo pra babar!

.

.

Depois tivemos uma coisa que eu amo: Dadinho de Tapioca com Mel de Pequi. O mel fui eu que fiz. O Pirulito gelado de Pequi também, só que derreteu rapidinho demais (tem de tirar fotos, né?). E juntei uma Blinis de Carne seca com Marsmallow brulée e Caviar de Quiabo. É tudo de bom!

.

.

Depois… veio Tartar com Caviar… Uai! Caviar de novo? Como assim?

.

.

Esqueci que já tinha servido caviar e tornei a colocar o bendito no menu. Acho que pirei! Nunca faça isso! Jamais podemos repetir o mesmo ingrediente na mesma refeição, mesmo que ele seja e fique a melhor coisa do mundo (caso deste tartar 🙂 ).

.

.

Se minha amiga Vera visse esse menu, ela iria dizer: OVER! Mas juro, parece, mas não é! Na hora não fica demais, é o caso dessa degustação de foie gras.

.

.

É tudo muito pequenininho, pergunta para as meninas! Então com vocêssss… Sorvete de Foie Gras, Creme brulée de Foie Gras, Flan de Foie Gras e Foie Gras sobre mini bolinho de Foie Gras   😎

.

..

Agora, o prato principal: Camarão em crosta de Torresmo e Coco ao molho de Missô, Amêndoas e Coco com Arroz Basmati e Crocante de Coco

.

.

Não assuste, posso garantir que a crosta de torresmo, delicada por causa do coco, combina muito bem com camarão.

.

.

Quem me acompanha, já deve ter visto que tenho mania de pré-dessert. Neste farto almoço preferi uma bem simples: só dois tipos de queijos com goiabada, compota de jabuticaba e ervinhas frescas.

.

.

E a sobremesa, estava de-li-ci-o-sa! Rabanada de Pain d’epices com Chantily e Frutinhas vermelhas com Sopa de morango e pignole…

.

.

Teve lembrancinha, mas não lembro o que foi, já que ninguém lembrou de tirar foto.

Bem gente, o serviço “empratado” é legal para que possamos ficar mais tempo ao redor da mesa. Conversando… conversando… conversando! Amo! E assim foi, passamos a tarde e o início da noite juntas, todas querendo que ninguém fosse embora!

.

.

Só que esse almoço já tem 1 ano! Sim senhoras, o tempo voa, assim como os anos que se passaram. Estou postando hoje é de propósito mesmo… que é pra ver se vamos ficar mais 20 anos sem nosso “pó de amor”e sem  brindar.

..

Estão pensando o quê, meninas? Nã nã nã nã… Não! Tá na hora de REencontrarmos e programarmos outro almoço especial, concordam?

.

.

aaaa

 Se quiser receber um e-mail avisando quando publicamos novo post, por favor, deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

BBB

Você poderá gostar de:

22 comentários em “Esse sim, um almoço especial

  1. “Chamou, chamou Dilu”? Queimando meu filme ao sol kikiki, então vamos lá, que vou usar meu “direito de resposta”. Conheci Dilu primeiro no virtual, um post, dos primeiros do Dilucious. A descrição de um menu degustação. E, comentei que achei “over”. Acabei de comentar e me deu uma coisa ruim. Quis voltar pra “consertar” a indelicadeza. E encontrei uma resposta delicada. Desconesiderando os conselhos das amigas, Dilu não me detonou e aí…. o nosso encontro se deu. No dia em que provei pela primeira vez um “menu degustação” de Dilu, vi desenhado a besteira que eu tinha falado. Mas, desta história toda interessa o que ficou. Mais vale uma colher de mel que um pote de fel. Isto é tempero. E tempero é uma magia que Dilu domina. Temperou meu destempero com afeto e acolhimento, consertou o “prato” e dele fizemos outros. Bendigo isto todos os dias, foi um dos encontros mais inusitados que vivi até hoje.Dilu, leia o comentário que deixei hoje pra ti na receita da salada de uma batata fruta (esqueci o nome) com amêndoas. Pincei uma frase sua. Que te define. Entendedores entenderão. Vc certamente entenderá. Vc fez do nosso encontro “opcional” algo essencial. Agora guenta, porque é definitivo amiga. bjks

    • Rsrsrss… Vera minha querida, eu te “chamo, chamo” a todo momento, vc que não me escuta! Rsrsss… E não queimo seu filme never, já que vc mora no meu lado mais aconchegante, mais amoroso, mais tudo que tenho de bom, minha filha, vc nem imagina.
      Adorei o direito de resposta por três motivos: primeiro porque tenho sede de vc aqui, já te disse isso antes? E segundo que adoro tudo que vc escreve e, isso sim, já devo ter te falado umas mil vezes: tudo me faz arrepiar. E terceiro que é sempre muito bom ouvir elogios vindos de pessoas que amamos muito, que nos são “essenciais”. Sinceramente? Estou aqui em estado de graça! Se é isso devo “guentar”, mais uma vez agradeço a Deus pela generosidade com que ele me abençoa. Correndo indo ver seu outro comentário na batata YACON e já indo preparada pra mais arrepios… Rsrsss… Bjsss

    • Obrigada, Hilda querida! Um dia desses vamos combinar com Cynthia de fazermos um almocinho aqui em casa, tá?
      Mas aqui… Todo mundo sabe “fazer” minha linda, basta entrar na cozinha e dizer: AGORA É MINHA VEZ!

    • Rsrsrss… Verdade verdadeira minha amiga Luciana. É uma amizade de 20 e poucos anos que ficou sem ser regada por muito tempo, mas que no reencontro, parecia que nos encontrávamos todo dia. Uma delícia!

  2. Dilu querida, eu ainda não consegui descrever esta tarde de tanto prazer e alegria. Quando tento contar para alguém falta-me palavras. Este almoço foi tão, mas tão especial que se tornou inesquecível. Muito obrigada por me proporcionar estes momentos de puro deleite. Vc é uma pessoa muito especial. Bj

    • Lícia, tenho cá comigo que existem milhões de encontrinhos, mas só pessoas especiais se “encontram”. Apesar de, infelizmente, encontrarmos muito pouco, vc, que é uma pessoa meiga, linda, delicada, mas de uma força incrível, mora aqui no meu coração. Obrigada querida!

  3. Dilu querida, eu ainda não consegui descrever esta tarde de tanto prazer e alegria. Quando tento contar para alguém falta-me palavras. Este almoço foi tão, mas tão especial que se tornou inesquecível. Muito obrigada por me proporcionar estes momentos de puro deleite. Vc é uma pessoa muito especial. Bj

  4. Fada,
    Lendo esse belo texto, lembro de cada detalhe desse dia tão especial e repleto de “pó de amor”! O cardápio guardo junto com coisas que marcaram minha vida. Uma lembrança inesquecível.
    Obrigada por um dia tão especial…
    Beijo carinhoso pra você

    • Ahhhh Renata, chorei! Juro, vc me trouxe uma coisa aqui no meu coração que me lembrou a nostalgia daquele tempo que guardávamos numa caixinha forrada de feltro, as coisas que nos trazia o maior e mais intenso tipo de carinho.

      Ôu Vera, tá vendo o que te digo? Fui lá na batata yacon te responder e a mesma resposta poderia ter sido dada pra Renata aqui agora.

      Renata, à esse sentimento que vc me trouxe não há agradecimento, Fico te devendo essa minha amiga querida, que está revestida do “pó de amor”.

  5. Gente amiga e muito querida que participa desse momento feito de “laços” (só encontrei essa palavra pra definir isso que estou sentindo agora). Fui fazer outras coisas e lá, naquele outro “mundo”, só ficava lembrando do que senti hoje lendo e respondendo os comentários desse almoço feito à base de “pó de ouro… opsss…. de amor”. Não consegui concentrar no que fazia “lá” e resolvi voltar pra cá, pra esse cantinho que me faz tão feliz. Reli os comentários… fui lá na batata yacon… resolvi copiar e colar aqui o comentário da Vera e a minha resposta pra ela, e o que é pra mim, tudo que vcs me trazem.

    Vera das Alterosas # Diz.
    outubro 17, 2017 em 6:52 pm
    Dilu, já te disse que muitas vezes como algo que é super elogiado em um restaurando e penso…. Hummmmmmm, minha amiga Dilu faria melhor. E vc sabe que é verdade. Modéstia ” às favas”, Deus te deu este talento de saber misturar cores e sabores e, especialmente pessoas completamente diferentes à mesa e fazer funcionar. bjks

    Dilu # Diz.
    outubro 18, 2017 em 11:20 am
    Graças a Ele tenho esse “talento”, isso me alegra, me traz desafios, me mostra o mundo e principalmente, me enriquece muuuuuuuuuito! Ahhh Vera, bendito o dia que a Stella criou a frase “Dilu, que Dilucious”… Bendito o dia que ela repetiu isso e bendito o dia que resolvi pesquisar o que o Google dizia da palavra “Dilucious”: Há muito esquecido, Dilucious é o Deus grego do sabor. Ele abençoa todas as coisas saborosas e agradáveis ao paladar…” Assim nasceu o blog e tudo que ele me trouxe e traz. O Google só não sabia que o tal do deus Dilucious também abençoa e é provedor de amizades maravilhosas, por isso eu agradeço à Stella todos os dias.

  6. “Pó de amor”!!! Nada disso, pó se desfaz! Isso é amor em pedra, sólido,sincero. É o que vc oferece a todos que vc com maestria reúne ao redor da mesinha ou da mesona! Vera disse a mais pura verdade: “agora guenta”! Guenta essa gente que vc reuniu e uniu,guenta essa gente boa de conversa e de garfo! Guenta essa admiração,esse carinho e essa vontade de estarmos sempre no seu pertinho ,tendo vc sempre sempre por perto!!O nome disso?! Amor !

    • Só que dentro do meu peito tem um coração ❤️ e ele é fraco, fraco… num guenta suas palavras, muito menos guenta essa sua manifestação de carinho, de amizade e de total e abusoluto AMOR! demaissss

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps