Viva o domingo em Paris!

Todo mundo diz não ter nada pra fazer em Paris no domingo 🙄 Sou completamente contra pois, pra começar, a cidade por si só já é tudo, não precisa procurar coisas pra fazer. É só sair a pé (adoro) observando cada um dos milhões de detalhes e monumentos com que essa cidade nos presenteia e encanta. Vou contar rapidamente o que fizemos hoje, mas se quiser, clique no link para ver outro post sobre DOMINGO em PARIS, êta dia encantado!

.

Viva o domingo em Paris!

.

Só pegamos metro ou táxi quando estamos atrasados ou o lugar onde vamos é muito longe. Por isso, domingo, ou qualquer outro dia, em Paris é espetacular, basta andar. Os percursos são cheios de lugares lindos para ver e fotografar…

.

.

Por isso, gostamos de sair sempre mais cedo – o tempo que vamos gastar é ± calculado pelo Google Maps e pelo caminho afora vistas espetaculares vão nos surpreendendo.

.

.

Dou uma folga, porque sempre terá fotos extras pra serem feitas, mesmo que já tenha tirado aquela mesma foto um milhão de vezes.

.

 .

O Rodin é um museu que vou todas as vezes que venho a Paris.

.

.

Auguste Rodin é considerado um dos escultores mais notáveis de seu tempo.

.

.

Logo na entrada do museu encontramos a explicação da deslumbrante escultura A Porta do Inferno.

.

.

Quem gosta do assunto vai gostar da fotos a seguir com o texto em espanhol (quem não interessar, pula).

.

.

A obra nunca foi acabada e é sobrecarregada de elementos entre os quais aparecem os principais tópicos da obra de Rodin (Ugolin, Le Baiser, O Pensador, Les Trois Ombres).

.

.

O Pensador é uma das esculturas mais famosas de Rodin. Como se vê, ela representa um homem meditando.

.

.

O Pensador deveria representar Dante na frente dos portões do inferno, meditando seu poema. Hoje ele fica pensando nesse jardim maravilhoso.

.

.

O imenso jardim, cheio de esculturas, é um sonho e é uma boa maneira de pensar na vida 🙂 .

.

kkkkkk… 😀

.

Em meio a natureza estão expostas algumas das esculturas mais importantes de Rodin: O Pensador, Os Burgueses de Calais, a Porta do Inferno, Balzac.

.

.

Obras que mostram o caráter monumental das criações de Rodin, que impressionam quem as observa. O exemplo mais marcante é, provavelmente, a Porta do Inferno, mas as outras também são.

.

.

O bom é que se você quiser só passear pelo jardim há uma tarifa especial para tal, mas não pode perder…

.

.

Rodin conheceu Camille Claudel com 19 anos de idade e ficou completamente seduzido pelo temperamento ardente e o talento excepcional de sua aluna que acabou se tornando sua colaboradora, musa e amante. O relacionamento atormentado marcou o escultor, e com certeza, marca qualquer pessoa que veja essa escultura.

.

.

Com certeza, entre todas as obras, é a mais emblemática, e que me faz chorar: “L’Âge mûr”, a Idade madura.

.

.

Obra de Camille Claudel que mostra na expressão dela própria o cruel abandono de Rodin.

.

.

Camille implora de joelhos pelo amor de Rodin e ele retorna para Rose, sua esposa.

.

Há no museu uma sala dedicada à obra de Camille Claudel. Pra mim, as mais lindas!

.

.

Outras obras importantíssimas  fazem parte do enorme acervo do museu. Imperdível!

.

.

Saímos do museu e tivemos de passar em casa pra eu trocar de roupa e pegar meu chapeuzinho. Paris tá frio demaisssss, temos de nos prevenir antes de sair, mas dei bobeira.

.

.

Fizemos uma deliciosa caminhada até o restaurante La Bastide Odéon no Saint Germain.

.

.

Reservei o restaurante pelo La Fourchette. Gente, super indico esse site de procura, só tenho dado sorte e, ainda, tinha promoção.

.
.
Confesso que fui sem saber o que encontraria, pois não tinha indicação alguma. Encontramos uma casa que me pareceu frequentado por parisienses, nada de turistada. E o melhor: aceita reserva pra 14 horas.
.
.
.
No menu não vem preços de cada prato separadamente, vem a ‘Formule’ (uma das melhores coisas da França), que você escolhe entrada + prato ou prato + sobremesa ou entrada + prato + sobremesa por um preço fixo, sempre mais reduzido.
.
.
.
Confesso que não tinha a menor expectativa, até comi pão. Coisa que não faço pra não atrapalhar a refeição.
.

Olha a cara desse pão…

.
Falando em pão, quando não tiver um pratinho pra você colocar seu pãozinho, pode colocar sobre a toalha mesmo.
.
.
.
Bem, para entrada Luiz e nossa amiga Vânia pediram o Mil folhas de berinjela, adoraram!
.
.
.
Eu tive muita sorte… Pedi o prato que, até agora, foi o melhor da viagem.
.

.

.
Observa o tamanho das vieiras, que por sinal, estavam no ponto perfeito. O chantilly deu um gosto fenomenal… A foto está horrível, mas na realidade, o prato estava lindo!
.
.

Para prato principal Vania e eu pedimos Carré de cordeiro… Gente, não acreditei: estava sensacional! A qualidade da carne estava excepcional, coisa difícil de se ver quando o restaurante não é daqueles muito bons.

.

.

Fiquei até com medo de pedir sobremesa, não queria atrapalhar o que estava tão bom! Mas… Vamos lá: 1000 folhas!

.

.

Uau!!!! Logo percebi o que me esperava na hora que aquela almofada fofinha e aerada vinha vindo em direção a nossa mesa… (Quem é o 2000 mil folhas melhor de Paris?).

.


.

Entrei no restaurante sem saber o que ia encontrar…

.

.

Encontrei foi a vontade de retornar amanhã pra comer tudo igualzinho!  😆

.

.

Viva o domingo em Paris! Mas vamos combinar, com um programa desses, viva a vida!

.

Restaurante La Bastide Odéon – 7 Rue Corneille, 75006 Paris – Telefone: 01 43 26 03 65
.
MUSEU RODIN– 79, rue de Varenne.
Horário – De terça a domingo: de 10h às 17.45 – Quarta funciona até às 20.45
Preços – Adultos: 10€.
– Menores de 18 anos: entrada gratuita
– Visita guiada: reservas das 10h às 16h – telefone: +33 (0) 1 44 18 61 24
– Entrada gratuita com Paris Pass e Paris Museum Pass.
– Para visitar só jardim: 4€.

.

Se quiser receber um e-mail avisando quando publicamos novo post, por favor, deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

Você poderá gostar de:

10 comentários em “Viva o domingo em Paris!

    • Sonho que temos de perseguir até realizar, Carol. Ontem mesmo estávamos, meu marido e eu, conversando sobre isso: de tanto pensar numa coisa, ela acaba sendo realizada. Acredito nisso! Bjs e obrigada pela leitura do meu post minha flor!

    • kkkkkkk… num é um pensador lindo, amiga? Numa sutileza de fazer inveja… kkkkkk…
      Amor, pode ir por minha conta, a comida é deliciosa e se ainda for o mesmo menu, peça igual o meu. Bjss, Feliz Natal pra toda sua família e saudades!

    • Claudinha… Só de ler seu comentário meus olhos enchem de lágrima, minha boca começa a salivar (aliás, é um sintoma que ainda não entendi) e meu coração aperta…

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps