Um dia na Borgonha! Joigny, Auxere e Vézelay

Continuando ainda na Borgonha. Acordamos com uma surpresa: linda vista da janela do nosso quarto – e o melhor, a previsão era de chuva… e os céus nos enviam o sol! Maravilha! Mas maravilha mesmo será se você conseguir chegar no final deste post enorme, porque hoje quero mostrar como é possível aproveitar o máximo de um dia de viagem. E olha que somos o tipo de turista que acorda tarde (sem aquela preocupação que normalmente a maioria tem, de querer sair cedo do hotel para melhor aproveitar o dia), nos delongamos nas refeições, as vezes voltamos ao hotel para uma pequena “siesta”, sentamos nas praças, paramos para apreciar o rio (amo), fazemos feira, ganhamos aula sobre queijos… E ainda pego receitas… Rsrssss

Vista da nossa janela

Vista da nossa janela

O cartão postal de Joigny – pronuncia Joání, é essa linda ponte sobre o rio Yonne! Este cartão postal é visto da nossa janela!

Linda demais!

Joigny, cidadezinha linda do século X sofreu um terrível incêndio em 1530. 

IMG_5169

IMG_5170

IMG_5161

IMG_5171

IMG_5151

IMG_5167

IMG_5108IMG_5155

IMG_5153

E cá estamos nós nessa lindeza reconstruída e hoje é dia de feira, minha paixão! O mercado coberto com sua bela arquitetura de 1883 em metal e brique está intalado bem na margem do rio Yonne. 

IMG_5160

IMG_5168

IMG_5112

IMG_5114

A feira propriamente dita, é algo que vale como um “tour turístico”. Os legumes e as frutas são lindos, os frutos do mar vira festival, tamanha diversidade, sem falar nos preços… O que se vê é para nos lembrar dos valores praticados no Brasil (revolta), pois quase tudo é mais barato. a placa_Fotor_Collagea amiexa_Fotor_Collagea frango_Fotor_Collagea moranga_Fotor_CollageDepois desse “sofrimento” rsrrsss… (Já pensou entrar num lugar onde só tem ingredientes maravilhosos e não poder levar nadica para cozinhar?), fomos tomar nosso rumo do dia. As estradas são deslumbrantes!

IMG_5173

As estradas já são uma "viagem"

As estradas já são uma “viagem”

Auxerre – pronuncia Ôxserr, outra belezura, é conhecida pelos vinhedos que produzem o Chablis.

IMG_5207

IMG_5202

Nunca tinha ouvido falar em Mamãe Noel

Nunca tinha ouvido falar em Mamãe Noel

IMG_5208

IMG_5195

IMG_5191

IMG_5279

Auxerre

Auxerre

Fizemos reserva num restaurante alta gastronomia, mas ao chegar, ainda bem que resolvemos dar uma olhadinha no menu. Para o Luiz não tinha nada, e para eu comer… hummm… Também a mim, nada apeteceu! “Vamos correr?” É a maneira brincalhona da minha irmã Dorinha, sempre que a coisa não está muito benta! Então, foi o que fizemos: corremos! Hummm… E corremos para o paraíso! Já falei que adoramos comida indiana e desta vez, arriscamos ao optar por um restaurante muito simples bem no coração do “centre ville“, que pensamos ser indiano. Especialidades turcas era o que nos esperava, e ao abrir a porta… Hummm… Que aroma maravilhoso! Faça isto, quando não souber onde comer, siga seu “faro” rsrsrsss

Restaurante familiar

Restaurante familiar

Além do perfume de temperos e comida bem feita exalando, a simpatia do dono nos cativou. Pedi o menu e fui muito feliz!

Bonitinho e gentil o dono:  Fez dedicatória, como os grandes chefs fazem!

Bonitinho e gentil o dono:
Fez dedicatória, como os grandes chefs fazem!

Que surpresa maravilhosa. Ah… quando acontece esse tipo de coisa, tenho vontade de que todos meus amigos tenham a mesma experiência. 

Camarãozinho (fresquinho) com molho de iogurte e hortelã

Camarãozinho (fresquinho) com molho de iogurte e hortelã

Não posso me delongar nas descrições, vou tentar ser o mais suscinta possível. A não ser quando valer a pena.

Delícia verdadeira esse enroladinho de queijo!

Delícia verdadeira esse enroladinho de queijo!

Melange d’Hors d’oeuvre

Melange d’Hors d’oeuvre

Esse próximo prato traz um tipo de triguilho chamado bulgur ou burghul em árabe – é uma preparação feita com trigo de sêmola dura. Tenho lá em casa, e achava que era indiano, pois comprei numa mercearia indiana. Quando chegar em BH vou fazer e dar receita aqui no blog. Delicioso!

Legumes com ... esqueci o nome

Legumes com … esqueci o nome

A seguir… vale a pena! Prato principal… tão principal, que já o nomeio como um dos melhores da viagem!  Com o prato, e o aroma, já na minha frente, peço para o dono explicar o que é. Receita de família, do mesmo modo que a mãe preparava em Samsun, no Mar Negro. Desossa a perna de pato, tempera, recheia com figo branco da região do norte da Turquia, fecha, costura e coloca para confitar. O “Pelimez”, fundo da carne, é misturado com h’uile de gergelim, passas e reduz por seis horas. Pêssego, pêra e limão também são cozidos nessa redução e servidos com a carne… Quem fizer essa receita, me conta, por favor!

Cuisse de Canard farcie à la Figue aux Fruit

Cuisse de Canard farcie à la Figue aux Fruit

Une assiette assortiment de desserts

Une assiette assortiment de desserts

Aquele sabor do pêssego com o pato não sairá tão cedo da minha boca e da minha memória. “Quem” é restaurante estrelado perto daquilo!

a rosa_Fotor_Collage

Isso é muito bom para lembrarmos que restaurante mais em conta, não apenas mata a fome, mas também surpreende. Merci beaucoup Madame Varol Hatice.

Madame e eu

Madame Varol e eu

Sei que saímos do restaurante turco muito mais felizes do que quando lá entramos. Estamos alegremente vendo o resto de Auxerre. Sei também que depois do almoço a qualidade das fotos cái assustadoramente… Rsrsssss….

IMG_5277

a libra_Fotor_Collage

a igreja_Fotor_Collage

A saudade da "filha amada"

A saudade da “filha amada”

De repente, interrompo nosso passeio para observar essa linda senhora tirando queijos de seu carro. Ao me ver, ela nos convida para entrar na sua fromagerie. Nem preciso dizer que Luiz e eu quase enlouquecemos com a variedade e com o que aprendemos ali dentro. 

F "O queijo é a alegria de viver"

Pâquerette Soufflard – Fromagère 
“O queijo é a alegria de viver”

Também nunca imaginaria entrar numa verdadeira “voyage par les fromages” ao sermos recebidos por Pâquerette Soufflard, da Confraria dos Cavaleiros do Sabor do queijo e dona de uma das melhores fromageries da França.

Fromagerie

Fromagerie

Confraria

Confraria

A fromagerie é uma das melhores Cada tipo de queijo em sua região no mapa da França

A fromagerie é uma das melhores
Cada tipo de queijo em sua região no mapa da França

Ela nos conta coisas interessantes como cada queijo ao chegar é colocado na atmosfera adequada e devem ser ventilados de acordo com o tipo. Em casa, deve ser retirado três a duas horas antes de ser consumido.

Opção é o que não falta!

Opção é o que não falta!

Depois de querer comer todos os queijos… Pé na estrada, de novo! E que estrada… meu Deus! Linda!

IMG_5286

IMG_5283

Trocamos o roteiro. Era para primeiro visitar Vézelay – pronuncia Vêzelé, mas esqueci de conferir e fomos direto para Auxerre. Erros no percurso sofrem consequências no final do dia. Vézelay é mais longe e menor. Chegamos e a cidade já está vazia… O frio aperta… Escurece muito depressa… Aí a coisa fica meio sem graça. Se tivéssemos feito conforme o planejado, chegaríamos em Vézelay para almoçar e a tarde iríamos para Auxerre, e lá seria o nosso jantar. Enfim, Auxerre é uma cidade que oferece mais opções, poderia ter ficado para o final do dia. 

IMG_5289

IMG_5292

IMG_5296

IMG_5294

IMG_5297

Melhor tomar rumo! De casa? Nã nã nã, nã nã! Ainda tem mais! Já devo ter dito que Luiz Guilherme gosta de almoçar e jantar. Então… Lá vamos nós! Para onde? Não sei! Isso é que dá sair do planejado. Muitas vezes é maravilhoso sair sem rumo, mas pode acontecer de não dar certo. E agora não está dando, porque não temos onde jantar. Pedimos sugestão para a concierge do hotel e ela nos indica Catherine Lorain, a irmã do chef do La Côte Saint Jacques. Lá fomos nós para o outro lado do rio, no Rive Gauche Restaurant.

Olha só os Gougéres!

Olha só os Gougéres!

Amuse bouche

Amuse bouche

Creme maravilhoso de champignon

Creme maravilhoso de champignon

Esse salmão estava um espetáculo! Dentro, tinha um ovo feito a baixa temperatura.

Esse salmão com pequenos croutons estava um espetáculo! Dentro, tinha ovo feito a baixa temperatura.

Sempre chego a noite sem fome, mas a “aradice” é tamanha, que acabo comendo. Mas hoje, acontece que peço, mas tenho de cancelar. O Luiz ainda quer queijos… É a paixão da vida dele.

A tal seleção "afinee"

A tal seleção “afinee”

E sobremesa que ninguém é de ferro!

IMG_5311Se você ainda está aqui, é porque conseguiu chegar no final… Cansou? Esse imenso post é bom para eu mostrar “um dia” inteiro e tentar te auxiliar. Quando você fizer seu próprio roteiro, lembre-se, o principal é  planejar tudo nos mínimos detalhes e não reservar muito tempo para as cidades pequenas. Esse é o grande truque. Na França, as cidades são coladas umas às outras e te permitem conhecer, as vezes duas, três, até quatro, acredite, em apenas um dia. E o melhor, ainda dá tempo de fazer biquinho e aprender a pronúncia no mais lindo mineirês:  “Joání”, “Ôxserr” e “Vêzelé”….

aaaa

Se quiser receber as atualizações do Dilucious cadastre-se no http://dilucious.com.br/?page_id=2766

Curta e acompanhe a fanpage do Dilucious. Se gostar, compartilhe!

ser com arte

Você poderá gostar de:

18 comentários em “Um dia na Borgonha! Joigny, Auxere e Vézelay

  1. Ainda vou conhecer esta maravilha da região!! Adorei os relatos dos restaurantes! Acho que iria gostar muito desse turco, adoro a comida turca, comia Kebabs na Alemanha, hmmm!

  2. Nossa que super a fromagerie, que mulher simpatica. Nunca imaginei uma francesa fazendo isso. Dilu parabens, seus posts sao muito bons.

  3. Estive aí ha alguns anos atras, é lindo apaixonante, as feiras em Sarlat com tudo fresco, e o Saint James hotel, tudo de bom!
    Vezelay é charmosa! Fiquei hospedada no L’Abbaye ( é assim mesmo que se escreve?)A Borgonha é minha região preferida da França.
    Tenho as melhores lembranças!!! Obrigada por me trazer essas recordações diluciosas!!! Bjos Silvana

  4. Nossa que show de post! Grande! Não, eu achei muito pequeno! rsrsrsrsrsrs Cheguei no final, e como assim? Já acabou!!! Estou adorando viajar com vocês, consigo até sentir o gosto e o perfume dos lugares onde vocês dois estão indo. Nesse post, descobri uma afinidade minha com o Luiz Guilherme, também amo queijos! Meninos, obrigada por nos mostrar tantas maravilhas e aproveitem tudo com muito amor! bjos

  5. “Gentem!!”,que maravilha!
    Nada dificil esta missão de acompanhar sua viagem.Nem com GPS conseguiria me localizar tão bem!!!
    Sabemos como existem lugares belos no mundo,mas sempre que viajo agradeço muito a oportunidade de poder conhece-los.É realmente um privilégio!
    Com erros e acertos,que vcs continuem se divertindo.

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps