BENDITO MINGAU! por Ana Paula Lanari

Realmente, conviver com a Dilu é contagioso!!!! Quem diria que euzinha aqui, iria me lembrar de tantas peripécias gastronômicas? Bom, gastronômicas é exagero, posso dizer, peripécias de gulosa!!! Rsrsrsrsss….

Diluplimplim

Pobre da minha mãe… tinha verdadeiro pavor de setembro, pois a criatura aqui adoecia pontualmente nessa data. Nada simples e para enfatizar a situação, só tive doenças que deveriam ser consultadas em enciclopédia! Naquela época não tinha o São Google! Rsrsrsrss….

10002607_613969492023720_59210472_n

Voltando ao assunto, tive nefrite aos seis anos e não podia comer sal de jeito algum. Deus meu, foi pavoroso! Feijão sem sal, arroz sem sal, batata sem sal, tudo, absolutamente tudo, sem sal!!!!!!! 

10009555_613969525357050_538258148_n

E para completar, não podia fazer nadica de nada, pois o médico ameaçava me engessar inteira e até colocar uma gaiola na minha cama – comigo dentro!!!  Filme de terror!!!! Arregalava os olhos, que já são grandes, e morria de medo!

polinha cama

Nossa! Agora… Fecho os olhos e consigo ver mamãe dizendo: “Que conversa mal alinhavada menina! Não estou entendendo nada!” Desculpa! Vou alinhavar direitinho. Como não podia comer sal, mamãe me apresentou ao mingau de maizena! Meu Deus, que coisa boa!!!!!! Amava de paixão e ainda amo muito, mas devido aos quilos “extras demais”, não posso comer! Hummmmm! Que delícia!!! Fico aguando só de lembrar!

10003061_613969562023713_362849868_n

Depois de provar, aprender a fazer foi um passinho! Como era magra de doer, mamãe me ensinou: “Minha filha, coloca um copo de leite frio, uma colher de sopa cheia de maizena, açúcar à vontade e com a panela no fogo brando mexa até ferver e dar o ponto desejado”. Hã, hã! Enquanto era para mim, fazia e degustava (ou me deliciava) do jeito que ficava. Fui crescendo, para cima (e para os lados), e continuei fazendo o meu mingau, só que depois de ficar com um diâmetro maiorzinho, fui proibida de comer mingau até emagrecer. Depois disso, só escondido!!! kkkkkkkkkkk…

10002848_613969618690374_1072533264_n

O tempo passou… emagreci, engordei, emagreci e engordei… fiquei grávida e tive meu primeiro filho! Tadinho! Minha vítima, já que primeiro filho é cobaia de mãe inexperiente e sofre muito mais quando a danada não sabe cozinhar!!!! kkkkkkkkkkkkkkk Acho que nunca acertei o ponto do hidrófobo (essa palavra tem o mesmo significado de danado, só para não repetí-la… afinal o Dilucious é cultura kkkkkkk…) mingau de maizena, ou ficava ralo, ou grosso demais. Pra falar a verdade, a grande maioria das vezes, ficava grosso demais e a gente (eu e meu marido) tinha que apertar a mamadeira para o mingau sair!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkk O João Paulo, tadinho, ficava exausto de tanta força que era preciso fazer para tomar o bendito mingau!!!!

10002792_613969672023702_2134741321_n

A madrinha dele, até hoje faz piadas sobre o mingau!!! Rsrsrsrsrsrs… Boas lembranças!!!!! Pelo menos para mim!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Bem… tenho certeza de que a Dilu tem uma receita chic de mingau, que fica macia, que passa em qualquer bico de mamadeira, que com certeza deve ter nome elegante também, e vai colocar aqui para você!!!!

Oiiiê, se quiser receber um email avisando quando publico um novo post, por favor deixe seu email aqui. Obrigada, Ana Paula

Agora quem vos escreve, sou eu, Dilu.

Queridos leitores, querida Ana Paula, o post não é meu e eu não deveria entrar nos posts que não os meus. Mas você, Polinha, solicitou… Devo dizer que jamais teria uma maneira mais “saborosa”, jamais contaria um conto que tivesse um gosto mais peculiar, nem um mingau feito por mim teria um sabor melhor que o seu. Sabe por quê? Porque o “sabor” que você coloca em todas as suas palavras é insubstituível! Mas como você, Polinha, me colocou na berlinda… Eu diria que  um mingau moderno deve ser feito com leite integral aromatizado com fava de baunilha, e nunca engrossado com maizena, claro! Esse mingau deve conseguir consistência a partir de gema e manteiga. Que tal Sucre Petilant para finalizar ?

Agora, se eu fosse você, eu diria: Xô Dilu! Mingau é mingau e deve “conseguir consistência” é com maizena mesmo. Por isso, “mato a cobra e mostro o pau”, olha aí a receita que descobri em meus achados quando desenhava esse conto. Olha a coincidência!

receita de mingau à la romana

aaatorto

Oiiiê, se quiser receber um email avisando quando publico um novo post, clique aqui para deixar seu email. Obrigada, Ana Paula

ser com arte

Você poderá gostar de:

23 comentários em “BENDITO MINGAU! por Ana Paula Lanari

    • Viviane, sei que é uma coisa que esplode na boca com delicadeza! Rsrsrsrsrs Vou pedir ajuda aos universitários, ops, quis dizer Dilu! Rsrsrsrsrs bjo

  1. Polinha, também aprendi esse famoso mingau de maizena ainda pequena, e aqui em casa é sagrado quando chega um dia friozinho.
    Comfort food!
    Nada melhor que um prato de mingau com canela.

    • Kkkkkkkkkk Delícia de divino! Comer é um prazer sem igual! Sacanagem que engorda. Depois vou experimentar com canela! Hummmm! Já estou imaginando! Beijos para você Stellinha!

    • Oi Marta, a lembrança é bunitinha que nem o conto! Rsrsrsrsrs A vida é uma delícia! Obrigada pelo comentário, te espero por aqui! Beijos

    • Hummmm! Mirian, você tocou meu coração! Nada melhor do que mãe na vida! Nada melhor do que família e amigos! Sabe o que digo sempre? Abraça, beija e se declara para quem você ama todos os dias! Obrigada querida, senti o seu carinho pela sua mãe! Beijos

  2. Na minha casa tbm
    tinha o danado mingau de maizena. … Só que eu não gostava , e era obrigada a tomar … Rsrsr delicia de lembranças … Bjoss

    • Oi Lu, ai que feliz seria ao ser obrigada a tomar mingau de maizena! Kkkkkkkkkk Mas a vida é assim mesmo, quem gosta não pode e quem pode não gosta, não sua magra? Rsrsrsrsrs Bjos

  3. …..kkkkkkk …. post muito bom e divertido , como vc é , queridinha Ana !
    Quanto ao mingau , acho que esteve presente na maioria das cozinhas da mineirada …. Na mamadeira , rsrs , grosso ou ralo , tijelinhas e até em pratos fundos !
    Querida , acho comovente vc dividir conosco as lembranças de sua mãe … vc lindamente a inseri em comentários e agora em seus interessantes e divertidos posts .
    Beijos com muito carinho !!!

    • Nilza, minha querida amiga, amo amar!!! Viva a família e os amigos! Tive uma infância maravilhosa, pais divinos e demorei um pouco, mas aprendi a amar a vida! Obrigada pela sua amizade! Beijos

  4. Ana,voce dá sabor à vida.
    Assim como o “seu” mingau “denso”,suas histórias tem sabor e gosto de quero mais!
    Bj

    • Junia minha colega desde tão cedo! Lágrimas me molham os olhos ao lembrar de nossa juventude no colégio, nossa amizade e cumplicidade desde então! Sei que sou uma pessoa melhor hoje, mas continuo a boba, ingênua de sempre! Acredito no amor e nas pessoas e principalmente na amizade! Querida, que delícia te reencontrar tantos anos depois de nossos anos colegiais! Você marcou a minha vida para o bem! Beijos

  5. Ana que delicia de mingau. ADORO. mas já não como faz tempos. O motivo? vc sabe!!!

    Também tive que aprender a faze-lo para meu filhote. Fiquei tão craque que até com leite ninho eu acertava.

    Beijo e continue com esses deliciosos posts.

    • Lu, prima querida! Comer é tão bom, que pena que tem efeito colateral grave. Kkkkkkkkkk Mas você é gata demais, pode comer de vez em quando, para não peder o grau de felina! Rsrsrsrsrs Eu vou ficar de castigo por muito tempo até conseguir emagrecer. Ah! Mas a vida é linda de qualquer jeito! Beijos

  6. Hummmmm….. Adoro mingau. Gostava tb de umcom farinha láctea nestlé e um feito com fubá no lugar da maizinha, jogado fervendo em cima de pedacinhos de queijo, com canela em cima. Delicia!

    • Pô Vera, sacanagem!!! Fiquei aguadando só de ler as suas receitas de mingau! Kkkkkkkkkk Já viu né? Não tenho cura na gula. Kkkkkkkkkk Boas lembranças, e gostoso saber das suas lembranças também! Beijos

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps