LIBERDADE por Ana Paula Lanari

/

LIBERDADE

Por Ana Paula Lanari

Pisando em ovos é como me sinto há muito tempo! Sim, sufocada pelo politicamente correto, não pode falar isso, dizer aquilo, muito menos escrever tal coisa. Agora então, quem diria? Não se pode mais nem desenhar! Verdade! Corremos o risco de morrer, por dizer, pensar e desenhar o que nos vem à cabeça. O mundo globalizado virou o nosso maior censor!

Diante da tragédia de Paris, li avidamente vários comentários sobre as notícias do atentado à revista Charlie Hebdo e o que mais me tocou e se aproximou do que eu penso, foi de uma pessoa se referindo a Galileu Galilei. Pois é, Galileu foi considerado herege pela Inquisição da Igreja Católica, por dizer que a Terra não era o centro do universo. Hoje somos julgados e condenados a todo instante pelo que falamos, fazemos, pensamos… e desenhamos. Ai daquele que não age conforme manda o figurino. Bom, vimos essa semana que pode até morrer.

Tenho horror a radicalismo, qualquer um deles. Ser radical é não pensar e não se dar a oportunidade de mudar de opinião. Hoje estou me penitenciando, pois me vi radicalizando sobre o atentado de Paris. Sério, fiquei brava com pessoas que jogaram a culpa para as vítimas, dizendo que elas cutucaram a onça com vara curta. Fiquei chocada com gente que disse ter ficado feliz com menos doze racistas no mundo. E por fim, considerei oportunista um certo desenhista americano, por simplesmente ser contra a revista e não seguir o slogan “Je suis Charlie”. Achei que o referido senhor queria capitalizar fama para si mesmo em cima da tragédia dos outros. Fui radical! Claro que ele, como todas as outras pessoas, tem o direito a ter sua própria opinião. O que cabe a cada um de nós, é aceitar, considerar, refletir e seguir aquilo que é coerente com as nossas próprias ideias ou ideais. Unânime deveria ser o repúdio à violência. E não é!

O significado principal do terrorismo não é ocupar territórios, como o fizeram os ocidentais no Afeganistão e no Iraque, mas ocupar as mentes. Essa é sua vitória sinistra.” Essa frase, de Leonardo Boff, traduz muito bem o porquê não se deve comparar as tragédias do terrorismo na França, Nigéria, Síria ou qualquer outro lugar que tem sofrido com esses ataques. Não existe pior, maior, mais racista ou menos racista em casos de terrorismo, pois todo terrorismo ocupa as mentes das pessoas através do medo. E a esse medo não podemos ceder nunca, pois assim, eles terão vencido.

Para terminar, acredito na liberdade de expressão, sempre! NÃO à violência, sempre! Acredito que temos o direito de mudar de opinião sempre que ouvimos algo que nos dê motivo para isso. Isso é a beleza da humanidade: a diversidade de pensamento e o livre arbítrio dado por Deus! Que seja feita a Sua vontade, que tenhamos LIBERDADE, sempre!

Je suis Charlie Ana Paula 

aaaa

Se quiser receber um email avisando quando publicamos um novo post, por favor deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

BBB

Você poderá gostar de:

11 comentários em “LIBERDADE por Ana Paula Lanari

    • Mônica, pois é, Deus nos deu o livre arbítrio e tem gente que quer nos tomar ele. Só Deus mesmo para nos proteger de nós mesmos! Bj

  1. Imagina… tanta luta pela liberdade, do vestir, do sexo, do ir e vir, religiosa, da escravidão, (só não conseguimos a política afff) e finalmente, de expressão, etc etc – e agora? Retrocesso?

    Adorei seu post Polinha, a sua cara!

    • Dilu, conversamos outro dia sobre o medo e confesso que estou com medo do que vai acontecer com o mundo. Parece que estamos num barril de pólvora e que uma faísca pequena seria capaz de detonar. Que Deus nos proteja! bj

  2. Ei Ana Paula!
    Não fui capaz de colocar nesses curtos espaços do face, tudo que senti ao longo desses dias, a respeito desta catástrofe.
    Li, vi e ouvi muita coisa, assim como você.
    Tive um pouco mais de sorte, eu acho, não encontrei ninguém que culpasse as vítimas.
    Prestei muita atenção nos seus posts e fico feliz que tenha encontrado um caminho de equilíbrio: concordo com você, as pessoas têm direito de pensar diferente, claro, o assunto é vasto e de muitas nuances, mas a violência é inaceitável e ela foi rechaçada mundialmente, é o que importa.
    Parabéns pelas reflexões e obrigada por dividi-la conosco.
    Beijos de boa noite.

  3. Cristina, não foi fácil chegar a essa conclusão. Tive que perceber o quanto estava sendo radical nos meus pensamentos sobre o assunto. Ainda bem que eu tive como voltar atrás na minha opinião e respeitar a dos outros. Imagina esses terroristas que não tem como se arrepender e serão julgados pela lei de Deus?! A final Deus é um só com vários nomes! bj

  4. Ana Paula Lanari, eu não tenho muito conhecimento nessa area, mas eu achei muito bom ler seu artigo. Me fez ver que a leitura de pessoas que escrevem igual vc faz a gente querer ler e ler mais. Obrigada viu?

    • Obrigada Ligia! Venho aprendendo muito com a Dilu e o principal aprendizado foi colocar o coração e a alma em tudo que a gente faz! Beijos

  5. Querida Ana Paula,

    Compartilho com vc dos receios, e medos para onde ruma a humanidade !
    Fico pensando se as regras da sociedade, controladas pela ética, moral, respeito ao semelhante e todos os seres vivos deste planeta, fraternidade, e principalmente o amor, se fragilizaram diante, de tanta tecnologia, poder, ambição.
    E mais uma pergunta que não quer calar no meu coração, o que posso efetivamente fazer para mudar e contribuir para o mundo melhor, que está bem proximo de mim, e no qual estou inserida, em casa, no trabalho, com os amigos neste planenta, onde haja mais PAZ, HARMONIA, JUSTIÇA E AMOR.

    Saudades de vc minha amiga,

    Bjs

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps