OS PEPINOS E A FRANÇA QUE EU NÃO CONHECIA

O plano inicial era chegarmos em Paris, pegar o carro alugado e pegar a estrada em direção ao Vale do Loire. Deu tudo errado. Ainda em BH, quando fazíamos o check-in, o atendente nos deixou esperando por um longo tempo. Luiz antecipou o que estava por vir: “Lá vem pepino!” Voltou dizendo que o voo estava cancelado, que ficaríamos em SP e partiríamos para Paris no dia seguinte. Tentamos outra companhia, mas disseram que estavam todos lotados. Pepino dos grandes! Finalizamos nosso check-in e fomos direto para a Hertz saber como iríamos fazer, pois chegaríamos em Paris por volta de meia noite e trinta, e não às dezessete conforme o programado. Dissemos que tínhamos uma vaga lembrança que em Paris, a loja do aeroporto fecha mais cedo. A atendente, solícita, mas mal informada, nos tranquilizou dizendo que as lojas de aeroportos funcionam 24h. Eu ainda insisti, mas ela tornou a dizer que eu estava errada… Tentamos ligar direto na Hertz, mas isso se torna missão impossível, parece que eles sabem que não queremos alugar e sim mudar o que foi pré-pago!! OK! Não temos mais nada o que fazer, então, bola pra frente.

.

 OS PEPINOS E A FRANÇA QUE EU NÃO CONHECIA

Por Dilu Bartolomeo Villela

Já em SP, a TAM nos avisou que ficaríamos num hotel perto do aeroporto. Nos mandaram pegar o ônibus do próprio, mas não nos orientaram em qual lugar. Ok! Vamos procurar! Depois de rodar igual pião, conseguimos achar. Agora… no hotel… eu não acreditei na fila imensa do check-in.

Fila para o check-in do hotel

Fila para o check-in do hotel

Ainda eram 10h30m e ainda bem que levei um livro (que acabei de ler esperando os pepinos, um a um, irem se acumulando…).

Eram 10h30m...

Eram 10h30m…

Quando foi lá para meia noite, conseguimos deixar as malas no quarto e famintos, descemos para jantar… a la bandejão! Ok!

Bandejão do hotel

Bandejão do hotel

Mandei ver no arroz, feijão, alface, tomate e bife de contra-filé nadando na gordura (tudo delícia, mas para quem tinha uma reserva num restaurante francês com menu degustação…).

Os pepinos e a França arroz c feijao

Sei que dormimos por volta de uma da manhã e acordamos às cinco e quinze. Dormimos? Bem… fomos picando o restinho da noite que nos restava, entre cada avião que passava zunindo sobre nossas cabeças.

Todas as fotos (horríveis) são do celular. nesta, não se vê, mas o que se vê é um avião voando perto da nossa janela

Todas as fotos (horríveis) são do celular. Nesta, não se enxerga, mas o que se vê é um avião voando perto da nossa janela

Acordamos no dia seguinte ainda dando graças pelo novo horário não ser adiado, pois cada pessoa que encontrávamos tinha uma história de atraso de dois, até três dias! Nosso voo que era noturno, foi diurno. Mas tudo bem, chegamos na cidade mais deslumbrante do mundo!

Eles desejam que sejamos bem-vindos!

Eles desejam que sejamos bem-vindos!

Sem reclamar Dilu! Chegamos, isso que vale. Quase uma hora da manhã. Pegamos as malas, que nesse horário o serviço também fica lento, e corremos para a… Claro que a Hertz estava fechada.

Tudo fechado! Quase chorei!

Tudo fechado! Quase chorei!

Não só a Hetz, como todo o aeroporto, nem tinha como conseguirmos qualquer informação. Vontade de chorar!

Parecia filme de cidade abandonada, ou melhor, filme de terror!

Parecia filme de cidade abandonada, ou melhor, filme de terror!

Voltamos para dentro da sala de desembarque (sorrateiramente, pois isso é proibido, mas naquela terra de ninguém ou melhor, na cidade abandonada…) pra ver o que faríamos, já que não tínhamos reserva de hotel em Paris. O atendente da TAM, também muito solícito, mas TAMBÉM mal informado, nos deu um voucher do hotel e nos mandou pegar um trenzinho. Foi a primeira vez que o Luiz perdeu a paciência e falou que queria um táxi. “Ah! Mas táxi não leva porque é muito perto.

O negócio estava pegando fogo, um monte de gente sem ter pra onde ir

O negócio estava pegando fogo, um monte de gente sem ter pra onde ir

Ok! Andamos o bastante para me dar um calo no pé, e chegamos num local que não entra carrinho de malas. Ok! Vamos rodando nossas malas. Chegamos, esperamos, esperamos, e “cadê” a M_ _ _ _ do trenzinho? Mas peraí, só tem a gente aqui…

Tudo vazio, e eu morrendo de medo.

Tudo vazio, e eu morrendo de medo.

Ai meu Deus, o serviço está “fermé” – fechado isso quer dizer. Ok! Andamos tudo de volta e informamos o ocorrido para o atendente da TAM, que nos manda então pegar um ônibus. Isso já era umas duas da manhã. Luiz disse em bom tom: “Eu quero um táxi.” Ainda tinha o perigo de pegar táxi de madrugada, arriscamos e o motorista nos cobrou 60 Euros.

Tudo bem, mas a TAM tinha OBRIGAÇÃO de pelo menos nos avisar qual dos três NOVOTEL era o nosso. Fomos parar no hotel errado, acredite! Nós e mais três rapazes que nos contaram que eles pegaram o tal ônibus, só que foram deixados próximos a uma ponte e tiveram de andar no escuro e a pé, até o hotel (errado). Ainda tivemos de agradecer aos céus, pagamos 60 euros pra nada, mas graças a Deus ficamos na porta do hotel errado, mas em lugar seguro. O concierge do hotel já havia chamado um táxi pra os rapazes e chamou outro pra gente, que levaria mais uns 20 minutos pra chegar… afff!!!!

A essa altura o que latejava era o mau humor, o frio (antes de viajar, sempre olho na internet as informações sobre o tempo, e a boa notícia era que às 15h a temperatura seria de 250 – eu não esperava chegar a uma da manhã – e a má notícia era que não levei casaco para 120), latejava também a impaciência, aquela que vira demonstração de PACIÊNCIA dissimulada, crescia um misto de raiva com impotência, uma sensação de frustração (já que pagando executiva, imagina-se ter certos privilégios), sem contar a fome.

Fome? Mais 30 euros pagos para chegarmos no NOVOTEL verdadeiro e lá, nada tinha pra comer, nem bala daquelas de recepção. Ainda bem que eu tinha levado uma garrafinha de água que sobrou do avião. Foi com ela que dormimos, porque na geladeirinha do quarto… necas! E já eram 3h15m… Não era hora de querer nada mesmo!

Relógio na recepção do hotel

Relógio na recepção do hotel

Pois bem, dormimos, acordamos, passamos na Hertz, e cá estamos na estrada (dentro do carro!!!), eu escrevendo esse desabafo – que também servirá para reavermos as despesas e o hotel que perdemos e já nos foi cobrado – mas fico pensando que existem coisas não cobravéis.

Quanto se paga por um momento feliz? Imagino que seria assim nosso primeiro jantar, planejado para nossa noite de estreia da viagem.

Quanto se paga pelo glamour – não sucedido – de uma viagem bem programada, cheia de fantasia?

Quanto se paga pela expectativa – frustrada – que depositamos em um sonho? E qual é o valor do encanto – perdido – e ainda, qual o valor para se indenizar o desapontamento?

Na França, o horário de almoço é sagrado. Se você chegar em uma cidade depois de 13h30m, você não consegue almoçar, não se iluda. Então… mais uma: com todos os atrasos acontecidos, perdemos também o almoço planejado para hoje e almoçamos onde? Na beirada da estrada – não fazendo um belo de um picnic, que é o que mais amo fazer, mas sim no bandejão, o segundo em dois dias!

OS PEPINOS E A FRANÇA _Fotor_Collage

Conclusão 1: Acordamos, pegamos o carro às 12h, e depois desse “almoço”, estamos aqui na estrada com 1½ dia de atraso na nossa tão programada viagem. Para quem me lê, talvez 1½ dia não seja nada, mas para quem tem apenas um dia numa cidade, um dia na outra, entende que em função do stress vivido, o tempo ou aquilo que não foi “vivido” se torna perdido, não volta nunca mais.

Conclusão 2: Quando muitas pessoas vinham me dizer que a França é bacana, o serviço e os franceses que não são, eu sempre saía em defesa. Ontem eu pude sentir na pele o significado disso. Quando o serviço demandado não é classe AA, a pessoa não deve esperar receber primor, gentilezas, cuidados especiais, pois a falta de atenção do francês, beira mesmo a falta de educação.

.

aaaa

Se quiser receber as atualizações do Dilucious, cadastre-se aqui. Obrigada Dilu!

BBB

Você poderá gostar de:

39 comentários em “OS PEPINOS E A FRANÇA QUE EU NÃO CONHECIA

  1. Minha querida amiga, não sei o que dizer para consolar vocês! Queria poder fazer voltar o tempo para colocar tudo direitinho em seus devidos lugares, mas não dá. Só posso rezar para que vocês tenham daqui para frente uma viagem de sonhos, sabores, amor e novas amizades! Fica com Deus Fada!

    • Polinha, eu fiquei tão sem 1 minuto de tempo depois que aconteceu de irmos perdendo nossa programação, que fiquei sem responder os comentários. Amo vc! Bjs e saudade

  2. Que horror!! Infelizmente estas coisas acontecem… aconteceu quase a mesma coisa comigo no final do ano passado quando fui a Miami, o avião atrasou 5 horas por falta de tripulação. E mais, tinhamos alugado um apartamento e já no aeroporto recebo um e-mail dizendo que não era mais possível ficar naquele apto por alguns problemas “técnicos” do dono do apto e chegamos em Miami sem ter onde ficar!!! E os hotéis estavam lotados e caríssimos!! Felizmente conseguimos um lugarzinho para ficar e brigamos para ter o dinheiro do “apto” de volta que tinha sido pré-pago. A chegada foi bem estressante… Só depois que conseguimos curtir Miami, apreciar vista do mar, conhecer novos restaurantes e passear.

    Eu já sabia que o serviço dos franceses não era dos melhores, pois já estive no aeroporto para pegar um voô de volta ao Brasil que era à noite, e as lojinhas da sala de embarque fechavam às 21 horas em ponto! A sorte que eu já tinha comprado o lanche para guardar e fiquei pensando: “poxa, se tiver outros voôs mais tarde, o pessoal passa fome!!!”.

    Agora vocês já estão no destino na França com hotel, tudo certinho, daqui para frente irão aproveitar muito a viagem!
    Beijos!

    • Maria, não acredito! Por falta de tripulação é demais! O nosso foi por manutenção, eles disseram.
      Agora, a história do apartamento foi mil vezes pior do que um voo atrasado… meu Deus! Maria nem vou ficar mais indignada com o que aconteceu com a gente, o seu caso foi inacreditável, isso eu nunca ouvi falar. A pessoa “desalugar” o imóvel na última hora é inconcebível!

      Você sabe que me impressionou um aeroporto do tamanha do Charles de Gaulle fechar e ficar às moscas… Que isso!

      Agora está tudo funcionando como planejamos, olha lá o post EM COMPENSAÇÃO…

      Bjs minha querida

  3. Mon Dieu!
    Acabei de ler e deu vontade de chorar, pois já passei por algo parecido com o caso do hotel errado e fome. Mas já me avisaram várias vezes dessa falta de respeito da TAM com os passageiros. Está acontecendo isto com freqüência.
    Talvez seja hora de abandonar a TAM e voar linhas aéreas internacionais.
    Respira fundo e passe uma borracha nisso. Aproveite de agora pra frente.
    Bjs!

    • Felix, encontrei uma pessoa conhecida que estava na primeira classe. Eu que já estava revoltada com o tratamento, fiquei imaginando o que ela, que pagou muito mais caro, estava sentindo. Ela ainda me contou que em maio aconteceu o mesmo, só que foram 3 dias para viajar. Vc tem razão!
      Bjs amor

  4. Esse tipo de coisa é PHODA!!!

    Você disse muito bem, a decepção e o desapontamento não são mensuráveis.
    Eu perdi a viagem de 15 anos da Marina para Cingapura por causa de um atraso de 4 dias da Lan/Qantas… Estou brigando na Justiça até hoje…
    Mas acredito firmemente na sua capacidade de superar esses intempéries, e principalmente de transformar histórias chatas e desinteressantes em contos de fadas. Hoje você ainda está chateada e decepcionada, mas depois de uma noite confortavelmente dormida hoje, você volta à forma amanhã!

    Divirtam-se, e traga muitas histórias para nosso DELEICIUS!!!

    Bjoossss!!!

    Valéria

    • Valerie amada, faltou você lá pra gente rir bastante… Só assim, com bom humor e com pessoas que amamos mito pra essas coisas parecerem uma gota. Bjss

    • Ilma querida, já está tudo do jeito que programamos, graças a Deus! Bjs querida Ah, toda hora que como um pão maravilhoso, me lembro de vc… Hummmmm!

  5. Depois dos pepinos vem…
    Estrada linda, paisagens maravilhosas, restaurantes divinos,champagne nacional e muita alegria e diversão.
    Relax, agora!
    Bjs

  6. Por que você não me telefonou?????????????????? rsrsrsrsrs …. eu mandaria buscarem vocês no aeroporto, vocês chegariam, faria aquele mexidão (mas com ovo) ….. rsrsrsrs … ou um couscous (vég) pro LG e um “agneau” para você, ou até mesmo uma bouillabaisse!!!!!!! Dilu, pense naquela tão batida, mas tão eficaz frase do Nietzsche: aquilo que não me mata, me fortalece! (sobretudo um bom arroz com feijão na madrugada!) Experiências, experiências, querida amiga! Ainda bem que vocês chegaram bem, com saùde e com dinheiro!!!!! Aproveitem bastante e eu nem ousarei a lhes perguntarem se passarão pela Provence! Um grande beijo no coração de vocês.

    • Tê minha amada querida! Seria maravilhoso encontrar vocês, mas desta vez estamos indo para a Espanha e voltaremos por Bordeaux. Quem sabe vcs vão se encontrar com a gente? Seria tudo de bom. Ai fazemos mexidão, daqueles que só a Dilu sabe fazer: supimpa! Rsrsrsss… Bjs e muita saudade de vc minha linda que amo tanto

    • Na hora a única coisa que pensei foi nisso, Paulo. Acho que as pessoas devem sim buscar seus direitos, e devem parar de só reclamar e começar a agir. Um abraço e obrigada pelo apoio!

  7. Nossa Dilu, que loucura!! È o tipo da coisa que chateia a gente, mas tenho a certeza que daqui para frente vai dar tudo certo!!
    Boa Viagem, que ela comece agora!!!
    Bjs
    Leninha

    • A minha querida, é isso mesmo, e ela começou mesmo foi depois dessa chateação…. kkkkkkk Vc não acredita, mas na hora da fome eu lembrei de vc e de como vc fica qdo está com fome….

  8. Dilu, ânimo que os bons ventos vão trazer as alegrias que planeou. Cada experiência nos fortalece para poder aproveitar ainda mais o que vem de bom pela frente. Felicidades e que em sequência venha bonança. beijo, Mônica

  9. É verdade tem um monte de “coisa” ou sensação, né? que não tem preço, eu achei o máximo os não cobraveis.
    Um beijão e boa viagem!

  10. Oi Dilu,

    tire proveito do pepino que é um legume que contém fibra, pequenas quantidades de vitamina C, pró-vitamina A e vitamina E. Em proporções menores, também contém vitaminas do grupo B. Alem, claro, de ser ótimo para a pele.

    Agora que você já aproveitou os beneficios dele, relax e curta as paisagens lindas, as comidas deliciosas, as bebidas dos deuses e a companhia do amado LG.

    Beijos Lu

    • Lu, é a mais pura verdade, ou melhor, é a mais pura essência: tirar o lado bom daquilo que nos vem de ruim. Obrigada querida, adorei seu comentário, faz a gente lembrar de ser um pouco Poliana, e precisamos disso. Bjss

  11. Entendo sua indignação. É frustrante quando planejamos algo com carinho e tudo dá errado. Pior ainda, sentimo-nos impotentes para resolver a situação. Agora é bola prá frente e aproveitar o máximo o restante da viagem. Bjo

  12. Enquanto eu lia, tentava me colocar em seu lugar…. Acho que não tem como medir e não tem indenização que pague a frustração, o tempo perdido de viagem e e por aqueles momentos de tentativas em resolver problemas que vieram para vocês e que nem estavam nos planos. O mínimo que poderiam sentir é muuuuita raiva…. Agora, aproveitem tudo que tem direito!

  13. Raiva, frustração, decepção, vontade de matar um… eu sei tudo isso que vc deve ter sentido. Mas a esta altura, vc ja deve ta é se esbaldando. Um abraço e boa viagem

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps