BOTANIQUE Sejam bem-vindos ao PÓS-LUXO!

BOTANIQUESegundo Fernanda Semler, o Botanique é um trabalho de amor. Nem precisava dizer, pois em sã consciência, jamais alguém empregaria algumas dezenas de milhões de dólares em um hotel com apenas 17 quartos imersos no “pós-luxo”, novo conceito de hospitalidade contemporânea. Sim, em tempos modernos, bel-prazer é o que o turista sente com essa nova onda de requinte, onde altos preços são cobrados em troca de produtos e serviços artesanais. Artesanais sim, prosaicos, jamais! Tudo padece de uma sofisticação ímpar. A priori o menu não é feito com trufas e caviar (aliás, nem tem), mas é imprescindível que o hóspede se encontre abraçado em meio às emoções simples, mergulhado na natureza, na total falta de barulhos tão corriqueiros nos grandes hotéis. Especialmente no BOTANIQUE, o cliente usufrui do luxo que não vem de grifes ou materiais nobres.

BOTANIQUE anna

.

Segundo Anna Paola Pimenta da Veiga, a revista ANNA é um trabalho de amor, nem precisava dizer, pois está estampado em cada uma de suas páginas.

.

E, segundo alguém que não sei quem, “o que não pode ser feito com amor, não o deve ser por favor…

Sim, trabalhos feitos com amor são aqueles onde é possível perceber a essência de quem os faz em cada detalhe; são aqueles cheios de personalidade, que surpreendem; enfim, são aqueles que movem as pessoas.

Foi assim que me senti quando conheci o BOTANIQUE e, mais ou menos na mesma época, fui convidada a dar uma dica “sensacional” para a revista ANNA.

Antes de serem sofisticados, o hotel e a revista gozam de coisas em comum, são tratados com bom gosto, com o mesmo tipo de cuidado, afinal… falam a mesma linguagem.

Hoje resolvi unir os dois, pois para mim, é um prazer poder usar o conceito de excelência, aplicado e consagrado em segmentos diferentes.

/

/

.

Matéria para a Revista ANNA

BOTANIQUE eu

.

BOTANIQUE

Sejam bem-vindos ao PÓS-LUXO!

Por Dilu Bartolomeo Villela

.

BOTANIQUE eu

Estivemos no BOTANIQUE há mais tempo, mas deixei para postar aqui no Dilucious junto com a matéria da Revista ANNA. Espero que gostem!

.

BOTANIQUE Por do sol

.

Chegamos à tardinha…

.

Angela e João, companheiros queridos

Angela e João, companheiros queridos

.

Chegamos ainda a tempo de ver o sol se pondo atrás desse paraíso. Um susto, pois, mesmo tendo visto as fotos no site, a realidade foi mais impactante.

.

Chegada

.

Olhei pra cima e fiquei ali… só admirando a beleza do hotel onde teríamos o privilégio de nos hospedar por aqueles dias…

.

Chegar, olhar pra cima e... admirar a beleza do hotel que teremos o privilégio de ficar nos próximos dias

.

Mas também tive tempo de formular uma pergunta pra te fazer:

.

Botanique eu

.

– Lugar de horta é sempre nos fundos ou no quintal, certo?

Errado! Aqui ela se encontra bem em frente ao hotel.

 .

Lugar de horta é sempre nos fundos ou no quintal, certo? Errado! Aqui ela se encontra bem em frente ao hotel.

.

Caixotes feitos com tocos de madeira formam canteiros que nos recebem “dizendo”:

Aqui é o BOTANIQUE. Sejam bem-vindos ao Pós-luxo!

.

BOTANIQUE vista de baixo 2

 .

Situado entre colinas e montanhas intocadas, nos arredores de Campos do Jordão, região bem provida com hotéis em estilo europeu, o BOTANIQUE é um Hotel / Spa que apresenta, diferentemente dos outros, tudo genuinamente brasileiro.

.

BOTANIQUE poltronas.

O projeto abusa de pedras, enormes panos de vidros, vigas de madeira, jardins suspensos, tudo bárbaro!

.

BOTANIQUE faxada

 .

A deslumbrante arquitetura do hotel mostra que luxo de verdade são os cenários irretocáveis da Serra da Mantiqueira. Em qualquer ambiente, a natureza é convidada a entrar e casar com a decoração contemporânea.

.

BOTANIQUE faxada 2

.

Serviço de recepção? Nã nã nã nã nã! Você chega, entrega o carro na casa de vidro e esquece que existe o resto. Mala, armário, cabide, etc. e tal não são mais problemas seus.

.

BOTANIQUE casa de vidro

.

Um carrinho vem nos buscar…

.

Botqnique carrinho

.

E a partir daí, somos levados! Primeiro a adentrar na “casa” como se estivéssemos em nossas casas!

.

Luiz, eu, Angela e João

Luiz, eu, Angela e João

.

Conselho pra quando você for ao BOTANIQUE:

– Entrou no hotel? Antes de ficar reparando cada detalhe…

.

.

BOTANIQUE S

.

– Melhor é sentar pra não cair. E já que assentou, relaxa e… bebe!

.

BOTANIQUE caipirinha

.

Tendo para isso, a vista mais sensacional da região!

.

BOTANIQUE mesa

.

Nos acomodamos e por um bom tempo, ficamos sentados frente a essa mesinha, não conseguindo desviar a atenção e os olhos dessa vista de tirar o fôlego…

.

BOTANIQUE vista

.

Lá, podemos começar a fazer uso das nossas “asas” e vemos que “planar” é o melhor que temos a fazer…

.

BOTANIQUE quina

.

Ao começarmos a nos acostumar com tudo, só nos restava… o que nos completa: a gastronomia! Rsrssss…

.

Botanique pastel

.

A priori o menu não é feito com trufas e caviar (aliás, nem tem), lembra? Mas tem pasteizinhos, croquetes de arroz e outras simples verdadeiras delícias…

.

Botanique bolinho

BOTANIQUE macarrao_Fotor_CollageBOTANIQUE carneBOTANIQUE sobremesa_Fotor_Collage

.

Não à toa o hotel atende pelo nome de BOTANIQUE pois reflete a beleza natural do seu entorno cercado por jardins botânicos e exuberantes hectares da mata Atlântica que, sem inibição, adentram pelas enormes paredes de vidro.

.

.

BOTANIQUE paredes de vidro

.

O hotel comporta no máximo 45 pessoas.

.

Botanique joao.

O hóspede pode escolher um ambiente sereno entre o pavilhão principal com suas suítes de 60 a 90 metros quadrados ou chalés de 100 a 300 metros quadrados espalhados pelos jardins.

.

BOTANIQUE jardim

BOTANIQUE jardim 2

.

Fernanda Semler, proprietária e administradora do hotel, explora a cultura brasileira e, tudo, desde a seleção musical, que é fantástica (dá para acreditar que não ligamos a TV nem na hora da novela?), a arquitetura, o design…

.

João Delpino, Angela Dourado e Fernanda Semler

João Delpino, Angela Dourado e Fernanda Semler

.

… o mobiliário, os objetos de artesanato, as obras de arte até a carta de vinhos, tudo, absolutamente tudo nasceu aqui, em terras tupiniquins.  

.

Botanique curadoria.

Para atingir a excelência, a que Fernanda conseguiu imprimir no hotel, imagino que não tenha sido fácil garimpar a “nata” ou o “top” em cada segmento.

.

BOTANIQUE painel_Fotor_Collage

.

Segundo ela, só mesmo com a curadoria de experts nas mais distintas áreas.

.

BOTANIQUE bebida_Fotor_Collage

 .

É preciso curador até na busca de água mineral, azeite, café, vinho e cerveja.

.

BOTANIQUE cerveja

 

É possível notar uma busca incessante para manter a fiel presença da brasilidade, tudo sim, para celebrar o nosso Brasil.

.

BOTANIQUE sala lareira

BOTANIQUE florzinha.

Sim, tudo é nacional (existe a carta de vinhos internacionais e a de vinhos especiais arrematados num leilão em Londres. Hummm… mas para isso, é preciso preparar o bolso…)

.

BOTANIQUE menor adega

.

Vocês viram quanto amor dedicado ao Brasil, e é ele que leva a proprietária a prestar baitas homenagens ao país.

.

BOTANIQUE sou caipira

.

Mais uma prova disso é a frase escrita na parede do restaurante: “Sou caipira Pirapora Nossa…”. Nossa, a beleza deste restaurante é que “pira” qualquer um!

.

BOTANIQUE rest

BOTANIQUE restaurante 5

BOTANIQUE restaurante 2

As enormes paredes de vidro deixam ver a mata impactante

As enormes paredes de vidro deixam ver a mata impactante

Piano no restaurante

Piano no restaurante

A lareira fica ali nos lembrando tudo que não é só a comida que nos aquece, mas também o entorno.

A lareira fica ali nos lembrando que não é só a comida que nos aquece, mas também o entorno.

 

Tanta beleza é de pirar ou não? Que responda a mestra do bom gosto, minha amiga Angela!

.

Botanique Angela

.

Tanta sofisticação conta também com tempero brasileiro. Da horta é retirada a matéria prima a ser utilizada no restaurante Mina, supervisionado pelo chef Gabriel Broide, com sua culinária regional contemporânea.

.

BOTANIQUE o chef e eu

.

Não cabe mais uma “explanação” neste post, e também, vocês não aguentariam, por isso fica pra amanhã veja aqui o menu que o chef, especialmente, nos preparou, ok?

.

BOTANIQUE menu

 .

Para perder tanta caloria, o Botanique infelizmente não oferece uma boa academia, isso é uma falha enorme, mas em compensação…

.

BOTANIQUE eu e Luiz

.

O spa de 900 metros inclui uma piscina coberta que tem sua água com a mesma densidade do Mar Morto… que faz o felizardo flutuar numa água preparada para tal… Ãh Rã! Mas tem outra piscina mais simples… com borda infinita!

.

BOTANIQUE piscina da sauna

.

O SPA possui salas de tratamento para casais, sauna úmida que, de quando em quando, cai chuva… (Verdade! É simulada uma forte chuva da Mata Atlântica. Juro!).

.

Botanique sauna.

Sauna seca com paredes de vidro e vistas de tirar o fôlego. Tudo pra te fazer feliz!

.

Botanique feliz.

Além de esfoliação, banho de leite e de pérolas, massagens, tratamentos corporais patenteados com base na biodiversidade brasileira, alongamentos fundamentados na capoeira, rituais de relaxamento e uma extensa gama de hidroterapias… Deus caprichou demais aqui… Nem precisava anunciar!

.

Botanique calma que deus ta.

O grande diferencial são as terapias, todas customizadas a partir de técnicas indígenas e afro-brasileira, fora a beleza do mobiliário genuinamente brasileiro.

.

BOTANIQUE spa

 

O BOTANIQUE dispõe de um extenso circuito de caminhadas e mountain bike, trilhas, lago, quadras de tênis, centro equestre…

.

Botanique tenis_Fotor_Collage

.

Piscinas…

.

BOTANIQUE piscina 2

BOTANIQUE piscina

.

Fazer caminhada e deixar um bar desse? Jamais!!! O bar do hotel é delícia!!!

.

BOTANIQUE eu drink

 .

Tudo lindo, a estante feita com caixotes de madeira, o entorno com um laguinho artificial…

 BOTANIQUE laguinho 2

BOTANIQUE laguinho

.

Ok, se tudo isso ainda não for interessante, o BOTANIQUE disponibiliza uma sala de cinema privê…

.

Se tudo isso ainda não for interessante, o Botanique disponibiliza uma sala de cinema privê...

.

Só e apenas para o casal… Mas como nossos maridos preferiram jogar tênis… Fomos nós duas!

.

BOTANIQUE agua_Fotor_Collage.

Ainda não é o que você deseja? Tudo bem, a biblioteca que por si só é deslumbrante, apresenta livros de romancistas e fotógrafos brasileiros.

.

Botanique biblioteca

.

Além de dezenas de esculturas que, dizem, espantam o mau olhado.

.

BOTANIQUE Biblioteca

.

O que nos coloca em estado de amor eterno pelo hotel, além de tudo o que já disse, é sua equipe.

.

Botanique ancora e luiz

.

O staff não apenas nos proporciona uma maravilhosa experiência, mas sim, demonstra de todas as maneiras a qualidade de seu serviço, indo um passo além do conceito de “mordomia”.

.

BOTANIQUE ancora.

Nada a dever aos melhores hotéis do mundo. Cada hóspede é “entregue” a um funcionário, lá chamado “Âncora”, que faz de sua estadia a mais perfeita possível, como por exemplo, se ocupar de sua roupa desde a chegada, bem como antes da partida.

Até as que as formigas pegaram... kkkkkkkkk

Até as que as formigas pegaram… kkkkkkkkk Existe a promessa de roupa lavada e passada, mas isso eu não vi, talvez fosse preciso solicitar.

.

Não estou fazendo suspense não, confesso que estou ansiosa para descrever meu palácio… ops… meus aposentos… ah meus aposentos…

.

BOTANIQUE eu no quarto

Edredom e roupas de cama de algodão 1200 fios, super delícia…

.

BOTANIQUE banheira

.

Banheira dentro do quarto com vista para a mata…

.

BOTANIQUE qto

.

Da varanda, o relaxamento se completa observando micos, passarinhos, plantas…

.

BOTANIQUE varanda

.

E se quiser, é possível “conversar” com eles com seu novo Guia de Apitos para aves silvestres…

.

BOTANIQUE guia de apitos

 .

Duas imensas portas se abrem para duas varandas…

.

BOTANIQUE minhas varandas

BOTANIQUE quarto varanda

BOTANIQUE da varanda

BOTANIQUE fundo

.

Dois closets…

.

BOTANIQUE banheiro.

Dois banheiros…

.

BOTANIQUE toalhas.

A água das torneiras e dos chuveiros é mineral, os cremes e sabonetes são feitos a partir de ervas da região e técnicas indígenas.

.

Botanique amenities

.

Dentro do conceito “Pós Luxo” o hóspede admira o fato do mármore ser deixado de lado para abrir espaço para materiais nativos, no caso, a ardósia chocolate.

.

Botanique marmore

.

E florzinhas no vaso sanitário? Sem comentários!!!

.

E florzinhas no vaso? Ah nemmm.... Essa delicadeza eu nunca vi!  

.

Sala de TV que nem foi usada… rsrsss… Aliás, duvido que alguém tenha tempo de assistir TV!

Botanique tv

.

Parte da mobília foi especialmente desenhada para o BOTANIQUE.

.

BOTANIQUE sala TV

 .

Ué! Porta retrato com minha foto? Como assim? Sim, profissionais multi-talentosos não economizam esforços na arte de surpreender.

.

BOTANIQUE porta retrato

 .

Se na partida, você pede que passem uma água no vidro do carro, a resposta é imediata: “O carro do senhor já foi lavado”. Hã rã!

.

Este quadrinhos faz parte da decoração do Spa

Este quadrinho faz parte da decoração do Spa

.

Quem me conhece sabe como gosto de mostrar tudo nos seus mííínimos detalhes. No Botanique não poderia ser diferente! Apesar do post monssssstro de grande, eu tenho ainda mais o que mostrar, então… amanha trago o café da manhã e melhor, deixo as outras surpresas ficarem pra vocês descobrirem pessoalmente.

.

BOTANIQUE eu.

Mas não posso acabar sem citar o empresário Ricardo Semler, autor de Virando a Própria Mesa, principal acionista do grupo Semco e maior incentivador de sua mulher, Fernanda Semler, que dirige o BOTANIQUE com maestria.

.

BOTANIQUE a noite

 .

Fernanda confere ao Hotel, todo esse maravilhoso ar de brasilidade com um glamour indiscutível: “Precisávamos exibir no hotel o melhor Brasil – o Brasil que quer e precisa se mostrar ao mundo. Não vendemos hospedagem, vendemos experiências, nossa filosofia é baseada no ‘pós-luxo’.”

.

Fernanda Semler e eu

Fernanda Semler e eu

 .

Crianças e adolescentes com menos de 16 anos não são aceitos. Itens do frigobar e internet não são cobrados. As diárias incluem só gratificações e serviço de lavandaria. É uma estadia cara? Sim, mas memorável, pois o Hotel Botanique fascina. Os momentos vividos e aquilo que os olhos veem, jamais serão esquecidos.

.

BOTANIQUE teto

BOTANIQUE a noite 2
BOTANIQUE escultura a noite.

Ah, quase ia me esquecendo: uma das propostas do “pós-luxo” é não fazer contas… Acho que me lembrei de algo como ajoelhou, reza… E já que está rezando, agradeça a Deus por tamanha maravilha e peça força para não desmaiar ao ver os números no cartão de crédito. Ah nem tanto, pelo Pós-luxo, vale tudo!

BOTANIQUE luiz e eu

.

Clique aqui para ver a continuação do post do BOTANIQUE

.

aaaa

Se quiser receber um email avisando quando publicamos um novo post, por favor deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

BBB

Você poderá gostar de:

37 comentários em “BOTANIQUE Sejam bem-vindos ao PÓS-LUXO!

  1. Fada sei que você vai pensar: afff lá vem a Ana Paula com as lembranças dela! Rsrsrsrs Pois é, mas esse post me deu uma saudade enorme dos meus pais, porque eles curtiam todos esses mimos do pós luxo. Saudade a parte, fiquei encantada com tanta beleza! E fico muito feliz de poder ter conhecimento de um lugar tão fantástico aqui no Brasil e ainda poder viajar nas suas fotos! Deus vai te proporcionar muito mais viagens lindas como essa para você repartir aqui com a gente! Lindo post! Beijos

    • Ah Polinha, as lembranças é que fazem a vida valer ainda mais a pena! E outra, saudade é muito bom, ne fia? Fico muito feliz de, além de dar apenas uma dica de viagem, poder provocar um sentimento tão bacana! Obrigada minha querida!

  2. Dilu, eu fico muito impressionada com suas dicas de viagem, quem le pode definir se vai gostar ou não do lugar. Obrigada por compartilhar com tanta generosidade. Um grande beijo

    • Patrícia querida! Seríssimo! Quase morri na hora que entrei no quarto e dei de cara com os que mais amo nessa vida de Deus! kkkkkkk

  3. Amiga querida,é a primeira vez que ouço falar em “pós luxo” como conceito e tendência. Tentando aqui captar o conceito, usando o seu olhar emprestado. Gostei da expressão “pós luxo”. E se Polinha vem com suas memórias, já venho eu com minha velha mania de brincar com as palavras. Embora o prefixo “pós” seja demasiado impreciso, ao mesmo tempo, me tira a exaustão de viver em um mundo, digamos, “exageradamente hiperbólico “. Já reparou que, atualmente, tudo tem de ser hiper, super, mega blaster ou ultra alguma coisa? Ninguém simplesmente vai a um lugar. Todo mundo vai a um super lugar, mega blaster diferenciado, hiper bacana, ullllllllllltra feliz . Ou o contrário. O lugar era super feio, mega blater chato,de um super mal gosto, com pessoas hiper chatas e ultra desanimadas.

    Tenho certa antipatia de tantos prefixos adjetivantes. E confesso, muitos adjetivos me despertam sempre desconfiança sobre a real força do substantivo. Daí que, simpatizei com a expressão “pós luxo”. Infinitamente mais convidativa do que a idéia de um luxo adjetivado.

    Semler parece continuar inovando. Superou o super-ultra-hiper-mega, blaster. Foi buscar o salto qualitativo do ” pós luxo”. Como hoje foi a primeira vez em que ouvi falar sobre esta tendência, não sei ainda bem o que seria, em essência. Então, por hora, ficarei com a idéia que mais me agrada. Não vou entender este “pós” nem significando algo que venha depois do “luxo”, nem tão pouco algo que o reinvente. A tal da “releitura”, outro lugar comum hoje em dia. Vou entender o pós como uma volta à idéia original do luxo. Quem sabe luxo de um lugar calmo, pausado, onde o tempo passe preguiçoso e a ordem seja, apenas contemplar…. Tenho até medo de imaginar o quanto tudo isto deva ser dispendioso! (veja que nem estou dizendo caro. Já que, dispendioso, prá mim, é o caro que vale, para quem pode e se dispõe a pagar, cada centavo… Se for realmente uma experiência inédita e única, como você gosta, tá valendo. Acho isto bacana demais no blog. Ter notícias sobre lugares, experiências, gostos , alguns que nem irei viver, mas que soube por uma amiga querida como você. Aliás, foi uma proposta que explicitou em algum post antigo, lembro-me bem. Agora, um detalhe aqui, outro ali, sempre me inspiram kikiki. E, nisto, as fotos são essenciais, adoro! Destaco dois detalhes neste post. O primeiro são os pios. Amiga, não sei se sabe,mas os pios mais lindos deste mundo, são fabricados( ou pelo menos eram) numa pequena fábrica em Cachoeiro do Itapemirim, pios Coelho. São obras de arte, feitos artesanalmente. Imitam pássaros da fauna brasileira. Tem até o grilo que atrai os pássaros. Ganhei-os na década de 80 de um ex namorado. Amanhã vou pra roça, vou pegá-los e vou piar, ah se vou! kikikiki. Eu já tinha até me esquecido deles e, quando os ganhei, era tão urbana que só conhecia pardais. E o segundo detalhe, amiga, dá um post. Também prefiro dizer, como vc disse: ” sem comentários”. ( não saberia comentar porque ainda não processei a informação) Mas amanhã duas florzinhas vão boiar no vaso sanitário do meu banheiro lá na roça. Digamos que displicentemente caídas do vasinho em cima da pia. ( rindo aqui Diluzinha dos meus pensamentos). Na minha listinha de coisas non sense, confesso, está o tal do papel higiênico perfumado. Nunca entendi ou assimilei esta idéia. Mas as florzinhas, simpatizei! bjk amiga, na volta vou ler a continuação do post.

    • Amor de minha vida, tenho notado o quanto vc me completa… não… não é só bem isso, vc me enriquece, sempre! A Cris com toda sua doçura tenta trazer dureza na correção dos textos (que dó!!!!), Polinha vem com suas ternas memórias, eu entro com algumas dicas, às vezes trazendo alguma inovação, e vc… kkkkkkk vc me faz rir. Rir não só de alegria, mas tb de espanto, surpresa, misturado a um carinho sem tamanho (já que nem posso usar um MEGA CARINHO). Confesso que vc me traz um pouco de perturbação tb, mas isso é um assunto pra outra hora…

      Se “a felicidade é para os felizes”, eu sou feliz! Se a felicidade é feita de momentos, eu os tenho cada vez que leio um comentário, um post ou qualquer coisa que venha de você. Só quem gosta das palavras e do ajuntamento delas pode entender a que me refiro, pode avaliar o que meu peito experimenta, pode sentir a boca salivando com esse “prato de letrinhas”. Ah! E ainda… Essa sua mania de brincar me traz um pouco da infância e me faz mais brincalhona (ou mais culta?). Cada vez que vc “brinca”, sobra pra mim: eu busco o brinquedinho mais requisitado na atualidade, o São Google, que me ensina, por exemplo, o que vem a ser “hiperbólico”. Tenho certeza que, assim como eu, algumas pessoas tb não sabem – até este exato momento.

      Gente, hiperbólico quer dizer exacerbado, enfático, excessivo ou aquele que comete exageros. Pois saiba minha querida, você é o protótipo de “hiperbolia”… Ok, já que não existe essa palavra, já que estou falando com uma professora e já sei que a Cris, com o maior jeitinho, vai me corrigir, mudo: vc é hiperbólica! Vc é arqui-hiperbólico. Ou diabólica? Ninguém te conhece e fica por isso mesmo, todos que te lêem ficam mega, ultra, super encantados… Mas já que vc sofre da antipatia deste tipo de prefixo, vou mudar de novo! Vc sim, é o PÓS LUXO que qualquer amigo sonha ter. Eu tenho e isso sim, é luxo, sim minha amiga, um MEGA LUXO poder usufruir da sua diabólica inteligência!

      Gente… quase ia me esquecendo. No dicionário, hiperbólica tb quer dizer “saliente”. Se vc busca o significado de saliente, olha o que vem: avançada adiantada antecipada evidente incontestável indubitável inegável iniludível irrefutável patente presente atrevida… Sei lá pq me lembrei da palavra “assanhada”. A-DO-RE-IIIIIII!!!!!!!! Pra não dizer MEGA AMEI! O teor do que pensei, deixo por sua conta, sei que daí surgirão os mais atrevidos e assanhados dos pensamentos. Bjsss

    • Hoje meu pensamento insistiu em visitar o boiar das florzinhas… Rsrssss… Sempre que acontecia, me vinha uma ternura sem fim por vc, mas ao mesmo tempo, surgia sem quê nem pra quê, uma cena de um “filme”… Imagina querer fazer bonito numa festa: cada pessoa que entra no banheiro, tem uma pessoa esperando pra repor as florzinhas… kkkkkk Nonsense!

      • Dilu, cheguei de volta. Ontem fui só inspecionar obra. Mas, como disse, joguei duas florzinhas, brancas. ( não tive tempo só de usar os pios). Dá um post! A insustentável leveza das florzinhas…. mas sério, fica bonitinho fica, né? Kd o outro post que prometeu sobre as comidas? Vim “quente” prá lê-lo! “Churrô”! Bom também, mas quero saber primeiro do prato principal (dos). bjks

  4. Depois do comentário da Vera não sobra pra mais ninguém uma palavrinha de SUPER MEGA HIPER hotel, mas igual a este SUPER MEGA HIPER hotel eu nunca vi, hahaha nunca vi mesmo.

  5. Dilu , querida ,
    Você tem razão : tanta beleza é de pirar !
    Mas , eu também acerto , quando digo que seus olhos treinados não deixam escapar nenhum belo detalhe.
    Para alegria de todos nós !

  6. Dilu, post deslumbrante, eu vou voltar pra ver o complemento. Eu to ate imaginando como é o café da manha, que é a refeição que eu mais gosto. Beijokas!!!

  7. Dilu, agora deve de ser a melhor época pra aproveitar este hotel ne? A cidade ainda deve ta fervilhando. Aqui, fica pertinho de Campos do Jordão?

    • Vitoria, essa época é mais fria. Eu adoro frio, e lá, deve estar gelado. Levamos um mundo de casaco, bota, cachecol, tudo pra arrasar, mas… não usamos nada… kkkkk… Estávamos doidos com um friozinho e fez um calor danado. O BOTANIQUE fica pertinho de Campos, uns 15 minutos. Bjs querida

  8. Que espetáculo! Eu estou deveras impressionada, ainda mais que eu nunca tinha ouvido fa-lar deste hotel. Doida pra chegar amanha pra ver uma data especial pra gente conhecer. Como é que vc foi, de que?

    • Roberta, se vc for de avião para SP, vai ter de voltar umas duas horas em direção a Minas. Achamos que seria melhor irmos de carro, que fizemos em 6 lindas horas. A estrada é maravilhosa, valeu a pena. Pra vc ter uma ideia, tirei 1800 fotos… Pode? kkkkkkkk
      Me conta o que vc decidir, ok? Bjsss

  9. Dilu, hoteis assim normalmente é pra gente comemorar uma data especial ou fazer lua de mel. Maravilhoso. Eu tb nunca tinha ouvido falar, obrigada pela dica e por compartilhar com a gente. Um abraço cheio de afeto

    • Obrigada minha querida, outro abraço afetuoso pra vc!
      Sim Tania, normalmente um hotel que exala romantismo nos convida às grandes comemorações, mas é bom lembrar que, às vezes, se ousarmos e cometermos um excesso, o “chutar o balde” pode nos propiciar muitas outras comemorações pela frente, concorda?

  10. Dilu,

    o Botanique tem carater, é atemporal e sem modismos, foi feito durar. Que orgulho é ver a nossa arquitetura, o nosso design, a nossa culinária, a nossa música, a cultura e o charme brasileiro tāo bem representados. É daqueles lugares que dá vontade de voltar sempre!
    Agora, bom mesmo foi a sua companhia e a do Luiz Guilherme. Bora voltar lâ?
    Kisses and kisses!

  11. Massssss eu te amo demaaaaais minha Anha! Com vocês nós vamos até pra uma choupana, que pode ser até de fronte ao rio Sena! kkkkkkkkkkkkk

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps