Foi uma eucaristia! Por Marília Rocha Botti

Foi uma eucaristia!

Por Marília Rocha Botti

Ontem estivemos sem luz desde as 3 horas da tarde, até as 9:30 da noite. Houve um temporal muito forte por aqui. Era dia ainda, mas tudo ficou muito escuro! Caiu um aguaceiro!
Estávamos, meu marido e eu, quietinhos em casa. Mas durante este período, um casal de amigos ligou dizendo que viria nos visitar. Ainda era dia quando eles ligaram. Então tratamos de nos mexer, de arrumar uns tira-gostos, saladinhas e uma massinha quente…
Mas o temporal havia inundado o “espaço gourmet” , um lugar aconchegante que fica na parte externa da nossa casa e é onde gostamos de receber amigos. Então, meu marido arregaçou as mangas e tratou de tirar toda a água da chuva com um rodo, depois enxugou tudo. Ficou ótimo!
Mas o quê fazer com os cocos? Acontece que meu marido tem mania de comprar cocos. Sacos grandes cheios deles! Não temos coqueiros em casa e gostamos de tomar água de coco. Explicado. Mas temos pouco espaço para tanto coco. Enfim arrastamos tudo para um canto na garagem. Pesado…
E assim , com tudo arrumado, ficamos à espera dos nossos visitantes.
Entretanto, esperávamos também pela luz que não vinha. Não podíamos ficar no escuro. Foi anoitecendo e a luz não vinha. Estávamos num ambiente de incompletude. Então pegamos um castiçal, inclusive com as velas até a metade, porque haviam sido acesas no Natal, e colocamos no centro da mesa.
Eles chegaram.
Acendemos a primeira vela e, desta primeira vela, acendemos as outras.
Sem querer, a partir daquele momento, as luzes do Natal voltaram, porque eu me lembraria imediatamente do dia de Natal, ao vê-las acesas. Foi uma eucaristia!
Lembrei-me da família reunida à mesa, da comensalidade, de um momento de união e de amor. Lembrei-me de outros Natais, de outros tempos e tudo ficou tão bonito.
Ao mesmo tempo eu voltava ao momento presente e já sabia que não mais iríamos nos submeter ao escuro.
Ressurgíamos do escuro.
Um novo mundo se abria. Olhamos com alegria para a nova mesa arrumada e farta; para os nossos amigos calmos de felizes, e fomos gratos à vida, e quem dera ela fosse sempre assim!
Temos que ficar atentos à vida verdadeira. Às sutis luzes que do acaso transformam nosso dia num dia melhor.
A vida sempre viva é renovada nestas pequenas luzes, nestas pequenas alegrias que surgem sem a gente esperar.
Talvez seja quando os deuses nos consentem mais dela que ela mesma pode nos dar.
É um ressurgimento da vida dela mesma.
Pessach, que hebraico significa Passagem, neste nosso pequeno conto e encontro, aconteceu assim: nossa alegre passagem do escuro para a luz..

Marilia Boti

aaaa

Se quiser receber um e-mail avisando quando publicamos novo post, por favor, deixe seu email aqui. Obrigada, Marília

BBB

Você poderá gostar de:

7 comentários em “Foi uma eucaristia! Por Marília Rocha Botti

  1. gente, sabe o que eu mais gosto no Blog Dilucious?É que aqui a gente acha receita dificil,receita fácil, lugares maravilhosos pra quem pode e pra quem nao pode sonhar,ideias de mesas lindas ,ideias de coisas bacanas e uns artigos super “cabeça” igual este de hoje.Obrigada meninas.

  2. Obrigada Dilu!
    Obrigada meninas!
    Fiquei muito feliz de poder participar desta linda Páscoa aqui neste Blog maravilhoso que é o Dilucious!
    Para nós, a mesa é um templo, neste belo, sagrado e montanhoso lar, chamado Minas!
    Um beijo

  3. Marilia,a vida é sempre renovada qdo a gente lê coisas bonitas escritas por gente bonita .Muito bom logo pela manhã ser conduzida a um outro patamar,tudo de bom !!!!

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps