CARTIER Le Style et l’Histoire

Agora é moda: as mais poderosas marcas de luxo do mundo decidiram variar a forma de se comunicarem, bancando exposições no mínimo, extravagantes. A bola da vez é nada mais, nada menos que Cartier  “o joalheiro dos reis e o rei dos joalheiros”, com Cartier: Le Style et l’Histoire. Mostra nada menos que de-li-ran-te! Foi assim que me expressei ao ver joias delineadas em incríveis projeções – tão preciosas quanto as exibidas – aquilatando as paredes do salão de honra, com pé direito altíssimo do Museu Grand Palais: mais uma joia dentro de outra joia, Paris!

.

IMG_8805

.

CARTIER

Le Style et  l’Histoire

Fotos: Dilu Bartolomeo Villela

Visitar a magnífica exposição Cartier: Le Style et l’Histoire – O Estilo e a História – e me deparar com esse efeito visual de tirar o fôlego, foi uma das melhores coisas que fiz nesta viagem.

Cartier

Devo confessar que estava meio resistente quanto a ir ou não, já que não sou apaixonada por joias, ainda mais as inviáveis, tipo “tão longe, de mim distante”. De dentro da minha cabal ausência de conhecimento, foi essa a ideia que tive ao imaginar o museu fazendo as vezes de uma grande joalheria. Claro, completamente equivocada. A mostra, além de apresentar os bastidores da Cartier, transporta o visitante à história da marca, onde os astros são espetaculares joias e relógios.

n

A mostra Cartier: Le Style et l’Histoire expõe em torno de seiscentas peças desenhadas por Louis-François Cartier, parte das quase 1500 protegidas a sete, ops… a milhões de chaves. A maioria pertencente à coleção da própria marca, e algumas emprestadas por instituições públicas e colecionadores particulares. 

Como não ficar impressionada ao ver de perto tudo isso, quando até então, era concebido somente nas estórinhas de princesas!

Como não ficar impressionada ao ver de perto tudo isso, quando até então, nos foi concebido somente nas estórinhas de princesas!

A exposição retrata a evolução e a trajetória do joalheiro que maravilhou as mais requintadas e reconhecidas personalidades. Exibe seu trabalho, desde as primeiras criações de 1847. 

Um dos maiores tesouros da amostra e Marie de Roumanie dona da Safira de 478 quilates

Um dos maiores tesouros da mostra e Marie de Roumanie dona da Safira de 478 quilates

A exposição já começa nos lembrando como disse no início, porque um dos reis da Inglaterra afirmou que Cartier era “o joalheiro dos reis e o rei dos joalheiros”. Sim, a exposição começa já com o que poderia ser o grand finale: as coroas, diademas e tiaras cravejadas de diamantes expostas dentro de uma torre giratória onde vão passando… fascinando… hipnotizando…

Torre giratória com as mais magnificas peças

Ponto alto: torre giratória com as mais magníficas peças da exposição

O museu abraçou a ideia e o curador Laurent Salomé, aceitou o desafio de mostrar a evolução da moda, os estilos exóticos que influenciaram Cartier, desde Maria Antonieta ao movimento Art Déco, passando pelas tendências russas, indianas, egípcias, chinesas, até o estilo moderno, marcado pela geometria.

IMG_8740

Tendencias

Tendências

Vou tentar ser o mais fiel possível, pois a cada passo que eu dava ali dentro, desejava que todos  também vissem aquele mundo de beleza. Se tiver paciência com este imenso post, você vai ver quase tudo nestas fotos, que mostram o seguimento da exposição com diamantes, rubis, safiras, esmeraldas e outras pedras de todos os tamanhos e cores que vão sinalizando o tamanho da exuberância.

IMG_8745

IMG_8747

Na década de 1850, personalidades influentes atravessaram as portas da Cartier. A Princesa Mathilde comprou mais de duas centenas de peças e Eugenie ordenou um serviço de chá de prata. Assim, a joalheria se tornou fornecedora da corte imperial.

Princesa Mathilde

Princesa Mathilde

IMG_8847

IMG_8769

IMG_8770

IMG_8762

IMG_8764

IMG_8777

IMG_8780

a bro_Fotor_Collage

IMG_8757cartier-tutti-frutti-small-jpg1_Fotor_Collage

a ex_Fotor_Collage

IMG_8796

IMG_8797

IMG_8799

IMG_8806

IMG_8808

IMG_8881

IMG_8885

IMG_8818

IMG_8815

IMG_8816

IMG_8809

IMG_8823

IMG_8811

IMG_8817

IMG_8819

IMG_8822

O colar de 1.000 quilates feito para o marajá indiano Patiala, com cinco voltas cravejadas de diamantes

O colar de 1.000 quilates feito para o marajá indiano Patiala…

O colar feito para o marajá Patiala, com cinco voltas cravejadas de diamantes que cobria inteiramente o peito do monarca.

 …tem cinco voltas cravejadas de diamantes

Colar de 1.000 quilates do indiano Marajá Patiala, que cobria todo seu peito

Colar de 1.000 quilates que cobria todo o peito do monarca

IMG_8766

IMG_8853

IMG_8854

IMG_8825

IMG_8826

IMG_8827_Fotor_Collage

colar

Relógios, abotoaduras, estojos para cigarro, escovas de cabelo, vestidos, revistas com fotos mostrando as joias nas suas célebres proprietárias, documentos e croquis, fotos, jornais, agendas, vídeos e objetos decorativos estão entre as peças. 

a coisas_Fotor_Collagea coisas_Fotor_Collage

Desenhos das joias

Desenhos das joias

IMG_8850

IMG_8851

A seção de relógios… é I-NA-CRE-TI-TÁ-VEL! Ao longo dos anos, as inovações tecnológicas foram sendo incorporadas pela Cartier, para criar os primeiros relógios de pulso. (Um orgulho para nós, brasileiros, com a criação de Santos Dumont).

 Não foi possível tirar fotos de todos, por isso, vai aqui apenas uma parte das maravilhas. 

IMG_8875

IMG_8874

IMG_8870

IMG_8857

IMG_8859

IMG_8858

IMG_8865

IMG_8871

IMG_8856

IMG_8873

IMG_8814

Existe até uma seção mostrando como funciona o processo de restauração dos relógios.

Processo de restauração

Processo de restauração

Mas é claro, o percurso ainda tem perfis de membros da realeza, atrizes ou jet setters – clientes fiéis que tiveram seus nomes associados à marca Cartier.

a monaco

IMG_8838

Grace Kelly

Grace Kelly

Da coleção da Realeza de Mônaco foram vinte peças gentilmente emprestadas, entre elas o icônico anel de Grace Kelly. Olha o diamante de lapidação esmeralda de 10.47 quilates e dois diamantes de lapidação baguete nas laterais.

Da coleção dos Grimaldi foram vinte peças gentilmente emprestadas, entre elas o icônico anel de Grace Kelly. Olha o “diamantezinho” de lapidação esmeralda de 10.47 quilates e dois diamantes de lapidação baguete nas laterais.

Na parte de tiaras, a Halo, criada em 1936 para o rei George VI. Com certeza não é a mais extraordinária, mas talvez seja a mais reconhecida, pois a rainha Elizabeth II a cedeu para Kate Midletton usar em seu casamento.

Kate Middleton e sua "tiara emprestada" rsrsss

Kate Middleton e sua “tiara emprestada” rsrsss

Não só cabeças coroadas como Grace de Mônaco e Kate Midletton, como também as lindas cabeças, orelhas, pescoços, dedos e braços das felizardas Elizabeth Taylor, Marlene Dietrich, Wallis Simpson, a duquesa de Windsor, Maria Félix e donas de grandes fortunas que tiveram o prestígio de usar magnificas joias Cartier.

A então herdeira mais rica norte-americana Marjorie Merriweather retratada em 1929 (ano do crash da Bolsa de Nova York) com um broche de esmeraldas (de esmeraldas ou de tirar o fôlego?).

A então herdeira mais rica norte-americana Marjorie Merriweather retratada em 1929 (ano do crash da Bolsa de Nova York) com um broche de esmeraldas (era de esmeraldas ou era de tirar o fôlego? rsrssss).

Era grande a paixão entre o Duque e a Duquesa de Winsdor  Em 2010 as jóias que ela ganhou do Duque foram leiloadas pela Sotheby's.

Era grande a paixão entre o Duque e a Duquesa de Winsdor
Em 2010 as jóias que ela ganhou do Duque foram leiloadas pela Sotheby’s

Liz taylor e seu caso de amor com joias... "Estou feliz por ter algumas das jóias mais importantes do mundo…  Eu acredito que eu sou uma guardiã, estou aqui para apreciá-las, dar-lhes o melhor tratamento do mundo, para assistir, dar segurança, e amá-las".

Liz taylor e seu caso de amor com joias…
“Estou feliz por ter algumas das joias mais importantes do mundo… Eu acredito que sou guardiã, estou aqui para apreciá-las, dar-lhes o melhor tratamento do mundo, para amá-las”.

A pantera de de Barbara Hutton

A pantera de Barbara Hutton

Gloria Swanson e as duas pulseiras em diamantes e cristal Cartier de 1930

Gloria Swanson e as duas pulseiras em diamantes e cristal Cartier de 1930

Em 1975, a atriz mexicana Maria Félix mostrou ao mundo até onde pode chegar o desejo de realizar um sonho. Levou para a loja de Paris, um filhote de crocodilo (VIVO!) para ilustrar exatamente como cobiçava enfeitar seu lindo pescoço. E essa é uma das maiores atrações da exposição.

Maria Félix, atriz mexicana

Maria Félix, atriz mexicana

Destaque mesmo, são as panteras. Toda a exposição mostra o quanto a Cartier dá asas à criatividade. E patas à fantasia! É o caso da pantera, símbolo da mulher – feminina, livre, elegante, sensual… Nada mais perfeito do que essa bela fera, ser o símbolo da marca.

broche-pantera-size-575 La Panthère – Nouveau symbole féminin

IMG_8849

Bracelete em forma da pantera

Bracelete em forma da pantera, símbolo da Cartier

Em 1899 a Cartier instala na Rue de la Paix. O desenho ilustra o Príncipe de Galles chegando na loja e ao lado o broche de 1957, pertencente à Barbara Hutton

Em 1899 a Cartier instala na Rue de la Paix. O desenho ilustra o Príncipe de Galles chegando na loja, e ao lado o broche de 1957, pertencente a Barbara Hutton

IMG_8847

Alguém já ouviu alguma coisa como o mundo vive um momento de crise? Como assim? Quando saí do museu, nem a chuva lá fora, me fez deixar de pensar se esse período de cento e vinte e três anos de história da Cartier, foi mesmo real ou se faz parte de um sonho infantil, daqueles das estórias de bruxas, príncipes e principalmente, princesas. Só me vinha à mente as imagens de imensos diamantes projetadas e em meio aos pensamentos, acabei me lembrando da exploração dos trabalhadores nas minas da África do Sul, origem da maioria das pedras da Cartier. Não ganharam nem um pedacinho, nem uma palavrinha de gratidão naquele enorme e rico Grand Palais.

IMG_8824

Ah! E nosso Santos Dumont? Também não foi lembrado! Para não ficar sem, eu faço aqui no blog, uma pequena menção ao nosso ilustre brasileiro.

Santos Dumont, pediu à Louis Cartier o 1º relógio de pulso.

Santos Dumont pediu a Louis Cartier o 1º relógio de pulso.

Mas fora isso, quando alguém dá uma dica TOP, deve estar pensando em algo como a exposição Cartier. Sim, essa é a mais top das tops dicas dos últimos tempos. Se estiver em Paris até o dia 16 de fevereiro de 2014, não perca!  

IMG_8887

Cartier – Le Style et l’Histoire 

Até 16 de fevereiro de 2014 – Exceto às terças-feiras – Entrada: 11 euros

SALON D´HONNEUR do Grand Palais – Paris

a mus_Fotor_Collageaaaa

Oiiiê, se quiser receber um email avisando quando publico um novo post, por favor deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

ser com arte

Você poderá gostar de:

47 comentários em “CARTIER Le Style et l’Histoire

  1. Oh là là!!!! Adorei e fiquei sonhando em ver essa exposição!!! Não sou compradora de jóias, mas admiro os artistas e designers que as criam, mais ainda os mineiros que estão dando show de criação nesse ramo! O que mais me deslumbrou nesse post, foi a projeção das imagens nas paredes, putz, como eu queria ver isso!!!!!!!!!! E o art dèco, sou e serei eternamente apaixonada pelo art dèco! Um sonho!!!!

  2. Dilu, que deslumbramento! O post está grande sim, mas só com generosidade. Vc foi muito generosa em gastar tanto tempo e nos mostrar o que não vamos ver. Acho que poucas pessoas tiveram o privilegio de ver essa exposição. Obrigada, viu?

  3. Dilu, gostei muito do seu post, e mais ainda de você se lembrar dos trabalhadores e de Santos Dumont. Isso mostra sua sensibilidade. Parabens! Lelena

  4. É mesmo Dilu, Helena tem razão, no meio de tanta coisa super legal, super chic, super tudo que faz a gente esquecer de todo o resto, vc vai e lembra do que está tão longe.
    Linda a exposição, que vontade!
    Beijão

  5. Dilu, vc acredita que fui na exposição, mas aqui vi com outros olhos. Adorei, e tb revivi aquela coisa linda. Obrigada por compartilhar com a gente todas essas maravilhas que vc coloca em posts no blog. Um grande abraço, Ju

  6. Dilu, fico imaginando o tanto que deve estar essa exposição, meu Deus, queria ir ver. O bom que vc colocou e já que é impossível ir, não deixamos de saber e ter conhecimento. Brigadinha, ta? Beijão!

  7. Dilu, fico imaginando que assim como euzinha aqui, o monte de gente que nem sabia dessa exposição, tão linda e tão maravilhosa. Hoje com esse negocio de blog, só é desinformado quem quer, num é mesmo? Olha só! Visitei a exposição de dentro da minha casa. Sem pagar, podendo ir e voltar quantas vezes eu quisesse. Ler e reler. Ahhhh Fantástico!

  8. Dilu, ao ver tantas joias maravilhosas, não poderia deixar de te enviar o comercial da Cartier que também foi uma joia! Fantástico!!!! A Cartier abusou. Criou um filme de riquíssima produção, com cenas requintadas, com banda sonora de muito bom gosto, com o roteiro iniciando-se em outro século e chegando até os nossos dias, com uma única palavra sendo dita: “Cartier.” Além de nos levar a uma viagem belíssima que se inicia no Panteão de Roma, passa por Paris, Rússia, Alpes, China, Índia …. e novamente Paris.
    Muito merecida a homenagem feita a Santos Dumont. Pelo que consta ele foi amigo íntimo de Cartier e foi o inventor do relógio de pulso, que até então era de corrente. Foi a solução para controlar o tempo dos seus voos, pois, suas duas mãos sempre ficavam ocupadas.

    http://www.odyssee.cartier.us/#/film

    • Patricia, minha maior alegria ultimamente é quando vejo alguma coisa bacana, lembrar dos leitores do blog e poder compartilhar. Quem deve agradecer, sou eu. Obrigada querida!

  9. Dilu, DESLUMBRANTE! Obrigada pela oportunidade que nos foi dada de desfrutar de belas imagens, de ver coisas tão lindas e saber um pouco mais da história dessa joalheria maravilhosa… e as presenças da pantera e de Santos Dumont… muito legais. Grande abraço, Tetê

  10. Eu nem ligo para jóias e olha que cresci dentro do cofre de jóias hahaha mesmo não ligando, gosto muito de ver os designs de jóias e iria adorar ver esta exposição! Me deu vontade de estar em Paris só para ir a esta exposição, adoro quando tem o formato de linha do tempo, contando a sua história. Pelo seu relato, vi que estava incrível mesmo!!!

    Beijos!

    • Maria, quando estava lá dentro, meio que embasbacada, me lembrei de você varias vezes. Queria muito que estivesse lá comigo. Tinha certeza disso, você iria adorar! Dá um jeitinho e vai passar uma semaninha em Paris. Você não vai se arrepender. Bjss, ah! tenho de encontrar com você!

  11. Que lindo, generoso e inteligente esse post. É o espelho de quem o escreveu.
    O seu tempo é tão precioso e vc ainda o divide conosco, obrigada Dilu!
    Bj bj.

    • Ah fia, obrigada por tão grande elogio!
      Sabe que fiquei pensando nesse seu comentário e vi que meu tempo tem mesmo sido muito precioso, tenho o gasto apenas com o que mais gosto. Cada coisa que vejo, cada frase interessante que ouço (passei a ficar muito mais atenta a tudo e a todos), cada lugar maravilhoso… enfim, tudo que vivo, penso nos meus amigos do blog. Minha vida ficou muito mais rica depois de vocês. Então, quem agradece? Eu!
      Bjsss

  12. Diluuuuuuuu! Que beleza! De cair o queixo! Ainda bem que vc foi e trouxe pra gente essa COISA!!
    Beijão “fia” hahahaha

    • Ah Cintia, ainda bem mesmo, ainda bem que quem não viu, pode ver aqui. Pelo menos dá para se ter uma ideia da grandeza e beleza do que foi montado no Grand Palais! Bjs e super obrigada

  13. Obrigada Dilu, por nos presentear com estas maravilhas e podermos exercitar todos os nossos sentidos…Inclusive o de voltar a sonhar…

  14. Espetacular o post! Muito legal! Um banho de arte e cultura! Quanto ao glamour… Inimaginável!
    Jah pensou conseguir uma infinidade de pedras PURAS e de tamanhos muito parecidos para confeccionar estas maravilhas?
    Adorei navegar neste post!
    Bj Dilu e parabéns!

  15. Marília, seu comentário me remeteu diretamente a Deus e sua generosidade… como o universo é rico, quantos anos de extração… quanta maravilha!
    Obrigada querida, fico feliz por você ter gostado! Bjss

  16. OMG!! What a beautiful exposition……marvelous creativity……superb craftmanship…….exquisite jewelry! Well worth seeing! Thank you for the opportunity to get a glimpse of such beauty!

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps