DILU – A sétima passageira de nossa viagem!

Fadinha querida,
Você foi a sétima passageira da nossa viagem!
Esteve conosco o tempo todo:

– “Ah, se Dilu visse isso!”, “Ah, é a cara da Dilu!”, “Coisas de Dilu!”…

Aqui vai uma amostra de alguns momentos em que você foi lembrada. Um beijo, Maria Eugênia

.

ISSO TAMBÉM É ESTAR JUNTO!

Por Maria Eugênia Couri

.

Maria Eugênia e Dilu

Maria Eugênia e Dilu

.

Para iniciar, coloco parte de um texto escrito por Martha Medeiros, grande escritora e jornalista:

Quando leio um livro indicado por uma amiga, fico mais próxima dela. Quando mando flores, vou junto com o cartão.

Já visitei um pequeno lugarejo só para sentir o impacto que uma pessoa querida havia sentido, anos antes.

Também é estar junto.

Martha Medeiros tem razão! É possível estar ao lado de quem a gente gosta por outros meios. Pois bem, passeando por Haute-Provence, seis amigas de Dilu se lembraram dela por muitas e muitas vezes… – “Ah… se Dilu visse isso!”, “Ah… coisas de Dilu!”, “Ah… mas, isto é tão Dilu!”…

.

Suely,

Marisa, Maria Lúcia, eu, Suely, Yolandinha e Claudia

.

No chá servido na Hostellerie de L’Abbaye de La Celle, nas boutiques gourmets encontradas ao longo do  caminho, nos restaurantes (sofisticados… ou não!), nos mercados, nas feiras livres, padarias…

– “Ah… a cara de Dilu!”…

.

Hostellerie L de ABBAYE de LA CELLEFrança 2013 071_Fotor_CollageFrança 2013 158_Fotor_CollageFrança 2013 143_Fotor_CollageFrança 2013 225_Fotor_Collage

.

Em Moustiers Sainte Marie, sob a proteção daquela estrela legendária, diante das lojas de faïence…

– “Ah… coisas de Dilu!!!”

.

França 2013 157_Fotor_CollageFrança 2013 163_Fotor_Collage

.

A presença da amiga era tão forte, que “chegamos a vê-la” duas vezes (rsrssss). No restaurante, uma bela loura jantava com o marido na mesa ao lado. Pois bem! No dia seguinte, ao visitarmos um charmoso hotel do vilarejo, dentre os hóspedes, lá estava “ela”, sorridente, “cara de velha conhecida”! Conversa vai, conversa vem, descobrimos que era parisiense e estava de férias naquele lugar de sonhos. Impossível não comentar que era muito parecida com a amiga brasileira… Só não deu para tirar uma foto; entre encantadas e surpresas, ficamos… inibidas!!!!

– “Gente, vocês viram a Dilu?”

.

Maria Lúcia e Claúdia

Maria Lúcia e Claúdia

França 2013 106França 2013 069_Fotor_Collage

.

A amiga Dilu é sempre associada ao belo, à delicadeza, aos pequenos-grandes momentos de celebração, à alegria de agregar, de receber… e de viver!

– “Ah… se Dilu visse isso!”…

.

Claudia, eu, Yolandinha e Marisa

Claudia, eu, Yolandinha e Marisa

França 2013 083França 2013 137_Fotor_CollageFrança 2013 233_Fotor_Collage

.

Assim, ela esteve conosco em muitos e diferentes momentos: em um simples e delicioso picnic, em mesas de chefs estrelados, diante de paisagens de perder o folego, na descoberta de ingredientes inusitados…

– “Ah… se Dilu estivesse aqui!”

.

Eu, Suely, Maria Lúcia e Yolandinha

Eu, Suely, Maria Lúcia e Yolandinha

pic

França 2013 132_Fotor_CollageFrança 2013 125França 2013 136_Fotor_Collage

Eu

Eu

.

Dilu, na próxima vez… venha conosco! Essa é nossa homenagem para você, que sem estar presente, foi a sétima passageira da nossa viagem!

– “Ah… se Dilu soubesse disso!!!!!!”

Segundo Martha Medeiros, isso também é estar junto!

.

aaaaSe quiser receber um e-mail avisando quando publicamos novo post, por favor, deixe seu email aqui. Obrigada, Dilu

ser com arte

Você poderá gostar de:

51 comentários em “DILU – A sétima passageira de nossa viagem!

  1. Ahhh Maria Eugênia… Quando você chegou da viagem e me mandou aquele cartão lindo, eu te falei… “Vc conhece alguém assim como vc? Não é possível que conheça, porque Deus deve ter levado muito tempo para te criar…” Hoje quero completar: com certeza Ele gastou em vc toda a Sua cota de amabilidade, sensibilidade, cortesia e outras tantas, que agora, tão emocionada fiquei com a sua homenagem, não me vêm a cabeça… Mas sei que você é a expressão da delicadeza genuína, aquela que seduz o coração e acaricia a alma da gente. Sei que a única coisa que posso te falar nesse momento é que você me deixou muito feliz. Muito mesmo!

  2. Ah e posso dizer tb que não vejo a hora de vocês começarem a combinar a próxima viagem. Estou ansiosa para viajar com essa turma linda e sentar naquela cadeira vaga. Bjss

  3. Gente… Que coisa mais linda! Olha que vejo muitas delicadezas e essa bateu todas! Que seria do mundo, se todo mundo tivesse uma Maria Eugenia na vida!

    • Juliana, vc está certíssima, o mundo seria maravilhoso. Seria feito de amor e gentilezas. Quem dera mesmo. Adorei seu comentário, muito obrigada, viu? Bj e volte sempre.

  4. Nossa que bacana esse post, completamente diferente de tudo que tem no blog, gostei demais. Gosto muito de tudo que é postado, mas esse não fala em comida e ao mesmo tempo, carrega todo o lado carismático que a comida naturalmente leva consigo. Obrigada por nos deixar ver coisas como essa. Bjs, Ju

    • Ah Ju, que interessante isso que vc disse. Adorei! Realmente o blog não precisa ser só de gastronomia… Vou pensar seriamente nisso. Volte mais dando esse tipo de contribuição! Vc sabe que aprendemos com os comentários? Bj querida e obrigada!

  5. Não conheço Minas, sou carioca. Outro dia caí nesse blog e tive o prazer de ler o post chamado Paraíso. Das Corujas. De lá pra cá, nunca mais deixei de visitar, sem mesmo fazer comentários. Mas hoje não resisti. Com a mesma essência de carinho que o outro post foi escrito sobre a Celina (a da coruja), vem a Maria Eugênia com o mesmo “tom” para sua amiga Dilu. Fiquei viajando e imaginando se as mineiras são mesmo mais ligadas nas amigas. Se são mais carinhosas e sabem preservar as amizades… Acho que estou chegando a conclusão que sim, até de longe, não é MAria Eugenia? Pois “assim tb é estar junto”… Gostei!

    • Katarina, tb não sei se mais ou menos, mas sei que tenho muita sorte. Deus me brindou com essa pessoa maravilhosa que é Maria Eugenia, que foi um dos meus maiores e grandes presentes. Te convido a continuar convivendo com as mineiras dp Dilucious. Acho que vc vai gostar. Bjss e volte sempre.

  6. Que tricot, helm? (Risosss) Mas bem que poderia ter sido alinhavado com uma receita. Desculpa, não sou tricoteiro, sou cozinheiro! Maria Eugenia, aproveita aí e conta um prato bem saboroso que vocês comeram nessa viagem, que com certeza foi um barato. Sabe aquelas perguntas tipo QUAL PRATO INESQUECÍVEL. Eu queria saber, se numa viagem dessa tem um prato que nunca mais vai sair da memória. eheheheh Quero muito saber. Obrigado e depois volto pra ver a receita. Tchau!

    • Boa ideia Túlio, com certeza deve ter tido um prato super bacana que elas conheceram e que pode satisfazer nossa curiosidade. Volta sim, vai ser um prazer pra gente! Um abraço!

  7. Adorei !!!
    Depois de ler o Post e os comentários, não poderia deixar de fazer os meus comentários .
    Dilu, imagino a sua alegria,emoção,satisfação em ter sido lembrada, ou melhor, ter sido a Sétima Passageira ( sem ter ido), em uma viagem entre “Amigas”.
    Viagem esta , que me pareceu de muito requinte, glamour e cumplicidade …Realmente todos estes adjetivos me remeteram a VOCÊ …
    Parabéns mais uma vez pelo Blog. Grande beijo.

  8. DILU,

    REALMENTE ESSA VIAGEM TEM O SEU PERFIL E DEVE TER SIDO ÓTIMA, NA PROXIMA VOCE DEVE IR MESMO.

    QUERO CONTAR , UMA COISA, QUANDO SE FALA EM MARIA EUGENIA, NUNCA ME ESQUEÇO DAS PALAVRAS, CARINHOSAS QUANDO MAMÃE SE REFERIA A ELA.

    MINHA FILHA, DIZIA ELA, MARIA EUGENIA É UMA PESSOA MUITO ESPECIAL, TAO DELICADA, E QUERIDA QUE SE TORNA UMA AMIGA INESQUECIVEL.

    QUANDO PERDI MINHA MÃE RECEBI UM CARTÃO DELA MUITO LINDO, E EM ANEXO, VINHA ESCRITO: A CELEBRAÇÃO DE 30 DIAS DE MISSAS PARA MAMAE, NA CATEDRAL DA BOA VIAGEM,UM GESTO REALMENTE INESQUECIVEL,

    UM BEIJO CARINHOSO PARA VOCES, AMIGAS QUERIDAS

    • Rita querida, senti como se estivesse perto de vc e de sua mãe, aquele doce de pessoa. E agora depois de tanto tempo, vc vê como ela tinha razão! Muito linda!
      Ah, com certeza quero demais fazer parte dessa turma maravilhosa na próxima viagem delas.
      Obrigada querida por visitar o blor, volte sempre. Bjs

  9. Gosto de ver blogs de gastronomia, mas acho que esse é o primeiro que vejo e o único que me faz pensar além da culinária, dos ingredientes, da cozinha, enfim, da gastronomia. Esse post é de um bom gosto, de uma amabilidade, de uma pureza d’alma impressionantes. Parabéns a Maria Eugenia que escreveu, parabéns a Dilu que a inspirou e parabéns a quem comanda o blog. Vcs são super bacanas. E obrigada por compartilhar. Beijos a todos vcs

  10. Que maravilhosa demonstração de amizade verdadeira e carinho!
    Quem ama cuida , quer estar sempre por perto da pessoa amada e qdo não dá
    pra estar perto , acontece essa explosão de afeto que sensilbiliza a todos nós …
    Que viagem maravilhosa vcs fizeram , Maria Eugenia . O roteiro parece ter sido perfeito .
    As fotos lindas de lugares maravilhosos e as comidas e comidinhas , hummmm….. encheram os olhos e
    deu água na boca !
    Ah , quer saber Dilu ! Foi até bom ter ficado uma cadeira vaga , vc não ter ido , rsrsrs …
    Com sua ausencia na viagem , nós saimos lucrando ! Mais uma vez , vcs dividem conosco momentos lindos , belas imagens e muito amor !!!
    Parabéns , Maria Eugenia , parabéns Dilu !
    Meu carinho e abraço a vcs !!!

      • Fica fácil minha querida , com tantas maravilhas estampadas aqui em seu blog !
        Rsrsrsrs, eu venho aqui várias vezes , Leio novamente os posts e sempre ”descubro” algo
        novo e fica a sensação de que poderia comentar outros aspectos , com outro olhar !
        O que deixo aqui é meu sentimento do momento , com muito prazer em participar ! Bjs.

  11. “DELICADEZA
    O delicado é leve, solto, simples, mas não pesa. Um sorriso pode ser delicado, um olhar, um caminhar, um gesto, até mesmo um perdão.
    Há pessoas que nascem tecidas com fios dourados, finos, clareando delicadezas por onde passam. .
    Chico Buarque diz que há um tempo para delicadeza. Bom seria se a vida fosse inteira um mundo de delicadeza, onde gestos amáveis fossem o comum. Diz Guimarães Rosa que o correr da vida embrulha tudo: delicadeza, amabilidade, obséquio, mas que o bom mesmo é ser capaz de ficar alegre; ainda mais alegre no meio da tristeza.”

    Meus queridos companheiros-leitores-deste -blog-literalmente delicioso,
    Temos algo muito especial em comum : somos fãs da Dilu !
    Já foi dito que “gentileza gera gentileza” e eu posso dizer que delicadeza gera delicadeza !
    Dilu,discípula de Guimarães Rosa,não deixa que o correr da vida embrulhe tudo e nos presenteia com suas idéias,seu olhar sempre voltado para o belo e nos revela o que suas mãos de fada conseguem fazer.
    Mais do que isto,ela nos permite compartilhar de tudo isto,criando entre nós uma teia de cumplicidade e afeto.
    Assim,Túlio,vou escrever algo sôbre “o prato inesquecível ” daquela viagem com muito prazer!
    Rita,querida,lembro sempre da sua mãe com tanta saudade!
    Juliana, Ju, Katarina,Tereza Cristina,Mariana e Nilza 😮 mais carinhoso dos meus abraços para todos vocês.
    Obrigada pelos comentários !
    Isto também é estar junto!
    Maria Eugênia

    • Vcs estão vendo? Como meu coração consegue aquentar tudo isso? Como eu aqui agora, sozinha… quase explodindo de tanta alegria, posso não chorar? Meu marido dormindo, minha filha na rua e eu sem ter com quem partilhar esse momento tão especial, tão importante e tão revelador. Sim gente, esse momento me revelou do que preciso pra ser feliz. A vcs todos que fizeram esses lindos comentários, quero dizer que realmente não é a gastronomia que me faz tão feliz, como eu sempre pensei. É o que ela tem gerado. Muito obrigada! Obrigada ME. Te amo!

  12. SUPER LEGAL! Que amiga é essa?
    Parabéns pelo texto e pela gracinha que c é.
    Ah!!!!! Quer saber? Bem que eu queria ser essa Dilu!!!!!

    • Maria Clara ela é inacreditável! Não apenas eu digo isso… ela é conhecida por isso.
      Qto ao resto de suas palavras rsrsssss… até eu queria ser essa Dilu que Maria Eugenia pintou. Ela fala em embrulhar tudo, e é o que ela faz: além de embrulhar tudo que ela mesma citou, ela nos embrulha a todos nos deixando completamente encantados… É o dom que Deus deu a ela. E ela sabe aproveitar como ninguém.
      Deveríamos acordar todos os dias com o pensamento em pessoas como ela e assim quem sabe, poderíamos conseguir ser um pouquinho semelhantes?
      Querida, obrigada e volte sempre aqui no blog. Bjs

  13. Não se sinta solitária nessa emoção .
    Entrei aqui como faço todas as noites , antes de desligar o lap .
    Comecei a ler o comentário da Maria Eugenia e a medida que fui lendo
    meu corpo , meu coração foi tomado de intensa emoção e , como não chorar !
    É Dilu , sei sim o que vc está sentindo , as palavras da Maria Eugenia , tocariam
    fundo ao mais duro dos corações …
    Estou com meu pensamento tão forte em vc e sei que seu sentimento é de realização , felicidade e de intensa
    emoção ! Lindo , gratificante e emocionante , Maria Eugenia ! Obrigada , felicidades .

    • Nilza, vc é uma querida demais e sei, aliás, tenho certeza, que vc partilha comigo dos mesmos sentimentos e, das mesmas sensações. Como não chorar? Essa é uma pergunta para pessoas como nós, que vivemos agora, um momento de emoções. Vejo e sinto isso. Nossas vidas estão “embrulhadas” em sentimentos profundos e sinceros. Sabe o que eu gostaria de fazer se tivesse capacidade? Pegar todos esses comentários carregados de emoção, carregados de vida, e colocá-los em um livro. Esse livro chamaria “Estilhaços de arco-iris”. Esse é um nome que meu sogro deu a um livro de poesia que ele escreveu. Achei esse nome de uma beleza ímpar e tão simbólico que só consigo pensar nele para um livro de mensagens maravilhosas e tocantes como todas escritas nesse também maravilhoso blog, que deixou de ser meu e passou a ser nosso.

  14. Querida Katarina,
    Em primeiro lugar, um convite: Venha conhecer Minas Gerais ! A frase é de Guimarães Rosa: “Minas, são muitas. Porém, poucos são aqueles que conhecem as mil faces das Gerais.”
    Achei muito interessante a sua colocação sobre a amizade,se seriam as mineiras mais ligadas nas amigas…
    Penso que seguimos o que já foi dito,cantado em verso e prosa pelo também mineiro Milton Nascimento :”Amigo é coisa para se guardar do lado esquerdo do peito!”
    Sim,até de longe! Porque “isto também é estar junto”!
    Um beijo,
    ME

    • Ao dizer que estava chegando a conclusão que vcs são mais amigas, ainda tinha dúvidas, agora tenho certeza. Te agradeço esse convite carinhoso e pensando bem, vejo que em dois contatos, com você e com Dilu, recebi dois convites. São mesmo diferentes. Quanto a ir em BH, se tiver uma oportunidade, farei questão de me comunicar. Abraços e pretendo sempre “estar junto”, carinhosas mineirinhas

  15. Querida Maria Clara,
    Nossa Dilu,além de todas as qualidades que tem,é também muito modesta.
    Não a “pintei” nem um pouquinho diferente do que ela realmente é.”Não apenas eu digo isso… ela é conhecida por isso.” (rsrsrs)
    No festival acontecido no D’Artagnan levei toda a minha família para ver que Dilu existe! E ela ganhou mais 9 fãs!
    Assim como você!
    Um beijo,
    ME

    • Maria Eugenia, disse que queria ser Dilu para ter uma amiga como vc. As amigas estão muito inimigas! E vc deve ser AMIGONA!

      • OI,Maria Clara!
        Sim,foi exatamente o que eu entendi!
        Mas,tenho certeza de que você também deve ser uma amigona ;só pelo seu comentário já deu para perceber!…rsrsrs
        Um beijo,
        ME

  16. Oi,Nilza!
    Muito me encanta a sua fidelidade ao blog,.
    Com a delicadeza do seu olhar você vai descobrindo coisas e as compartilha conosco!
    Um beijo,
    ME

  17. “Diante do colar me extasiei, mais ainda ao admirar o fio que na sua discrição unia todas as pérolas.” (Dom Helder Camara)

    Minha querida Dilu,
    Decidamente este papel é seu!
    Através do seu blog você criou uma trama de fios poderosos,que circulam pela cidade,atravessam fronteiras e tecem momentos únicos para todos os seus leitores.A magia transcedeu a gastronomia !
    Um beijo,
    ME

  18. Oi,Túlio!
    Acho que até sonhei com o que considero ter sido “o prato inesquecível ” daquela viagem ! Uma entrada composta por uma generosa porção de fois gras montada sobre uma base de pain d’épices e coroada por uma camada de geléia de frutas vermelhas e salada de delicadas folhas verdes e vermelhas.
    Vou deixar que Dilu-mão-de-fadas nos passe a receita!
    Um abraço,
    ME

    • kkkkkkkkk Nunca ficará nem parecido, mas podemos tentar uma feliz adequação. Vamos lá:
      Pain d’epices
      Nunca vi esse tipo de pão ser vendido no Brasil, mas acho que podemos adaptar com o que temos.
      Compre brioche, com a ajuda de um aro corte fatias de 1 e 1/2 centímetro. Passe manteiga dos dois lados.
      Em um pilão, coloque 1 aniz estrelado, 1 pauzinho de canela, 1/2 cravinho, 3 cardamomos, noz moscada e soque bem. Passe pela peneira.
      Pulverize as fatias de brioche com o pó de especiarias e um pouco de açúcar cristal Na hora de servir, coloque-as em uma frigideira para dourar dos dois lados.
      Foie gras
      Corte o foie gras em porções de mais ou menos dois dedos. Tempere com sal e pimenta do reino.
      Numa frigideira quente, coloque o foie e deixe por mais ou menos 3 minutos. Vire e deixe 2 minutos. Retire os bifinhos de foie e o excesso de gordura que soltou. Reserve-os aquecidos.
      Molho de frutinhas vermelhas
      (Na França existem geléias maravilhosas, mas pessoalmente prefiro colocar molho ao invés de geléia)
      Na mesma frigideira sem lavar, coloque 1 folha de louro, 1 colher de manteiga, 1/2 colher de açúcar e 1 colher de cebola muito bem batidinha. Deixe amaciar bem. Coloque as frutinhas que vc encontrar: morangos, amoras, framboesas, groselhas, blueberries a gosto e um pouquinho de Cassis. Tempere com pimenta do reino moída na hora. Deixe evaporar o álcool, desligue o fogo e despreze o louro.
      Arrume um prato bem lindo colocando um risco de molho das frutinhas vermelhas, a fatia de brioche e por cima o foie. Faça um arranjo com brotinhos e decore com uma flor comestível. Enfeite com 1 pauzinho de canela e 1 aniz estrelado. Sirva imediatamente.
      Espero que dê certo!

      • Viu só,Tulio!
        Isto é o que se chama “tradução simultanea!!!” rsrsrs
        Tenho certeza de que será ainda mais inesquecível !
        Obrigada,Dilu, Mãos de fada!

        • Juro que entrei sem pensar no que ia encontrar. Surpresa bacana, e que receita! Vou juntar uma grana pra comprar o foie. Obrigado Maria Eugenia, obrigado Dilu. Confesso que cheguei aqui meio gozando a babação, mas depois de tudo que vi e li, confesso tb que estou me sentindo meio que arrependido. Vcs são muito diferentes do que estou vendo nesse “outro” mundo que vivo. Bjão

          • Tulio querido, elaborei essa receita de madrugada, não tenho muita certeza se dará certo. Tenho aqui em casa um pedaço de foie. Me envia inbox pelo facebook Dilu Bartolomeo Villela, seu endereço ou onde vc trabalha, que te mandarei para que vc me ajude e fale depois se a receita deu certo. Ok? Bjs

          • Oi,Tulio!
            Não há que me agradecer!
            A vida nos reserva mesmo “surpresas bacanas” e fico muito feliz por ter feito parte de uma delas!
            Desejo que tenha sucesso com a receita ,dê notícias,estamos curiosas!
            Um abraço,
            ME

        • Amiga, vc falando em mãos de fada e lembrei de uma conversa hoje no facebook. Leia isso e veja a coincidencia:
          Luis Augusto de Lima: Não existe ninguem como a prima Maria Eugênia. Só nos contos de fadas.
          Dilu Bartolomeo Villela: Luis querido, me lembro qdo vc nos convidou p um chá e disse: “Estou convidando tb uma prima que vcs vão adorar. Maria Eugenia é linda, sensível, chiquerrima, simples, super tudo de bom que uma pessoa pode ser.” Te digo que vc foi MUITO modesto, mas tinha toda razão. Hoje ela me apelida carinhosamente de “fadinha” e vc dizendo que ela só é real nos contos de fada… Isso me faz lembrar (e agradecer) que minha vida é um conto de fadas. Real!

          • Meus dois queridos ,Dilu e Luis Augusto,
            Dívida eterna de gratidão é coisa muito séria!!!!
            Tenho certeza de que Luis,ao me colocar em contato com Dilu, já sabia que presente estava me dando ! Generoso, decidiu compartilha-la comigo também, o que tanto acrescentou à minha vida!
            Muitos beijos para vocês,
            ME

  19. ME
    PARABENS AMIGA
    VC SABE COMO NINGUEM TRANSMITIR
    TANTA EMOÇAO,DELICADEZA EM UM POST
    FEITO COM AMOR,E SINCERIDADE.
    DELEITE PROS OLHOS E ALMA
    VOLTEI NO TEMPO E RECORDEI NOSSA VIAGEM A FRANÇA
    QUE SAUDADES DAQUELA EPOCA!!!
    BJS BIA

  20. Dilu,simplesmente encantador este post no qual voce homenageia quem te homenageou durante toda uma viagem(e que viagem!!).
    E isto vindo de uma pessoa que transmite tanta serenidade em suas atitudes,palavras e sorrisos.
    Isto também é ensinar,isto nos faz querer copiar esta amabilidade natural,daqueles que nos transmitem tanto carinho!
    Admirável esta amizade de voces!!
    Maria Eugenia e Dilu:isto é um afago no coraçao!!!
    Beijos e obrigada!

    • Junia amada, acho que alguém falou mais ou menos a mesma coisa aí pra cima. Devemos aprender com pessoas como ela e esse afago está pulsando forte demais… Obrigada a você por estar no nosso pertinho (a Louise falava assim quando pequenininha: “Mãeee fica no meu pertinho…”) Bjsss

    • Oi,Junia!
      Como é bom encontrá-la também neste blog,” via Dilu”!
      Obrigada a você ,sempre tão carinhosa,com seus comentários tão delicados!
      Um brinde à amizade,nas suas mais diversas manifestações !
      Um beijo,
      ME

  21. Maria Eugenia, saiba que mesmo qdo vc está longe, eu aprendo com você, só de lembrar, ou pensar em tudo que vc representa, tudo que vc passa para as pessoas. Algo tipo: “vira uma bola de neve”… Fico imaginando… Cada dia vc se intensifica, pois em cada vez que vc oferece, vc tem o retorno, cada vez que vc tem o retorno, vc se sente feliz, cada vez que vc se sente feliz, vc quer fazer de novo……… Acho que é por isso que vc é assim, e é por isso que mudamos qdo te conhecemos. Obrigada por me fazer melhor, e por fazer melhor ao mundo e o mundo que te rodeia.

  22. Amiga,
    Só mesmo o “bem querer” para explicar sua capacidade de análise, de ir ao âmago da questão , de nos tocar no fundo do coração!
    Cheers!
    Um beijo,
    ME

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CyberChimps